Tunico da Vila lança releitura de Quero, Quero com participações de Martinho da Vila e dos rappers, BK, Dexter, Rappin Hood, Kamau, Rashid, e do coletivo Melanina Mc´s

Samba de Martinho da Vila de 1977 ganha a mistura do rap, com mensagens sobre liberdade e direitos humanos Tunico da Vila lança pela Sony Music releitura de Quero,Quero,  samba de autoria de Martinho da Vila, gravada originalmente no LP Presente, em 1977. Single e clipe da música chegam às plataformas digitais com a mistura do rap, com mensagens sobre liberdade e os direitos soberanos dos seres humanos. Gravada originalmente durante a ditadura militar, a versão de Tunico para “Quero,Quero” contou com a participação especial do seu autor, Martinho da Vila, bem como as participações e intervenções originais dos rappers BK, Dexter, Rappin Hood, Kamau, Rashid, e do coletivo Melanina Mc´s. Com arranjos originais e modernos, sob a direção do mestre Rildo Hora, o cantor e compositor Tunico da Vila mostra sua maturidade como cantor, além de

Dexter surpreende com a superprodução do clipe “Síndrome do Pânico”

O consagrado rapper Dexter aka Oitavo Anjo lançou nesta segunda-feira (9) o fantástico clipe da música “Síndrome do Pânico”. Caracterizado de palhaço assustador, o rapper resgata esse recente fenômeno social que surgiu nas grandes cidades, inclusive no Brasil. Em um verdadeiro circo dos horrores, um palhaço mestre aterroriza, tortura e espanca outros palhaços levando-os ao medo intenso e desespero. Não falta nem o temido show de motos Globo da Morte.  Com esse cenário sinistro de violência, pânico e medo, Dexter solta os versos cheios de realismo focando na insegurança e impunidade presentes no Brasil, mas citando outras mazelas da sociedade contemporânea. O vídeo faz a construção do estado de terror em que vivemos sendo representados de forma metafórica. O circo dos

Dexter apresenta single ‘Síndrome do pânico’ em parceria com Eli Efi

Dois anos após o lançamento do seu segundo álbum solo, Flor de lótus (2016), o rapper paulistano Dexter 8º Anjo apresentou nesta quinta-feira (7) o single “Síndrome do pânico” em parceria com Eli Efi, rapper egresso do lendário grupo paulistano DMN. Dexter volta em grade estilo, com sangue nos olhos e com seu engajado discurso político e seu compromisso com as questões sociais. Fazendo valer a máxima do saudoso mestre do canhão Sabotage de que Rap é compromisso e não viagem. Em Síndrome do pânico os rappers abordam temas como violência e a insegurança que assola o país e se propaga pelas grandes cidades. O resultado é a Síndrome do pânico, transtorno de ansiedade que gera ataques de medo intenso e

Experimenta Portugal ‘18 recebe Festival Terra do Rap

VINICIUS TERRA - Foto_Raphael Peres.jpg

Após quatro edições no Rio de Janeiro e uma em Lisboa, o Festival que une os países de língua portuguesa pela cultura Hip-Hop chega a São Paulo. São Paulo recebe pela primeira vez o  Terra do Rap - Festival de Rap da Língua Portuguesa, iniciativa que promove intercâmbio de figuras do hip-hop de países lusófonos desde 2013. A edição paulistana é parte da programação do Experimenta Portugal ’18, iniciativa do Consulado Geral de Portugal em São Paulo, e acontece no dia 10 de junho, a partir das 17h, na Unibes Cultural. A entrada é gratuita. O formato pocket contará com atividades que são um desdobramento do Festival – em sua história acumula quatro edições realizadas no Brasil e uma em Portugal –

Vinicius Terra lança single “Para que fique escrito”, parceria com português NBC

A faixa é prévia do álbum “Pra Lusofonia... Nasce um novo dia”, de rap com versos de diferentes sotaques do português falado em vários lugares do mundo Dupla faz turnê de 40 dias por 8 cidades, em 6 estados brasileiros O rapper carioca Vinicius Terra é conhecido na cena nacional pelo trabalho que faz na construção de um diálogo entre artistas que escrevem rap em língua portuguesa em Brasil, Portugal e África, por meio do festival pioneiro "Terra do Rap – Festival Internacional da Língua Portuguesa”, único do gênero desde 2013. O disco “Pra lusofonia... Nasce um novo dia” sai até o final deste ano, com diversas participações de rappers brasileiros, africanos e portugueses, e a primeira faixa a ser divulgada é

Rapper Dexter visita presídio e bate-papo com detentos durante Flipoços 2018

Atividade é parte do Circuito Pegada Literária; após ação, músico faz show gratuito no festival O rapper Dexter é presença confirmada na 13ª edição do Festival Literário Internacional de Poços de Caldas. Além de um show gratuito e aberto ao público no dia 04 de maio às 21h, na Arena Cultural, no Espaço Cultural da Urca, o músico fará uma visita seguida de um bate-papo aos detentos do Presídio de Poços de Caldas. A iniciativa é parte do Circuito Pegada Literária em parceria com o Presídio de Poços de Caldas que tem como objetivo promover o acesso à literatura de diferentes formas. A visita agendada para o dia 04 de maio, às 14h, vai ao encontro com o projeto “Como Vai seu Mundo” que o rapper desenvolve desde sua liberdade,