Rap e Reggae: Rodrigo Piccolo e Helião do RZO se unem em feat

Helião do RZO e Rodrigo Piccolo da banda Mato Seco se unem ao projeto Rap Reggae Party, e lançam o “O TREM”, a canção é uma versão revisitada do single lançado pelo RZO em 1999.  O projeto Rap Reggae Party foi criado por Lúcio Maia, guitarrista do Nação Zumbi e o produtor Thiago Barromeo, que estão reunindo artistas do segmento reggae e rap em uma coletânea exclusiva com canções de grande sucesso em um formato revisitado. “O trem é um submundo, tá tudo ali: os vendedores, os ladrões, os trabalhadores”, comenta Helião, autor da faixa que é um dos clássicos do rap nacional. Helião foi convidado para participar do projeto através de sua conexão com Thiago Barromeo, o produtor, que também é músico, e já tocou guitarra com Mano Brown e isso ganhou o vocalista

Sandrão RZO apoia ação social de inserção da arte das ruas nas escolas

O projeto Ruart, idealizado pela nova promessa do Trap e do RnB, surgiu como trabalho de faculdade, ganhou corpo e a atenção do ícone do Rap naciona A nova promessa do Trap e do RNB, Gusta, 20, desenvolveu durante o primeiro semestre de 2021 um projeto para a sua faculdade. Com uma proposta consistente, o artista viu que sua iniciativa poderia ser bem maior do que apenas um trabalho universitário. Antes mesmo de apresentar o que havia criado para o seu professor, Gusta mostrou o Projeto Ruart para o ícone do Rap nacional, Sandrão RZO, que prontamente ofereceu seu apoio ao projeto.  “Vejo que é um projeto transparente, com embasamento e que vem de jovens universitários, onde há grande esperança concentrada, uma estrutura

Top 5 coletâneas do Rap nacional indicadas pelo Polifonia Periférica

Dos anos 1980 até o início dos anos 2010, existia o costume de se misturar faixas de diferentes artistas numa mesma coletânea. Naquela época, as gravações eram difíceis de se concretizar devido ao alto custo e à pouca acessibilidade aos equipamentos e técnicas para a montagem de home studios. Era mais viável gravar uma faixa por banda e juntar com outras para montar um disco ou uma fita que trouxesse um pouquinho de cada um, ajudando assim na divulgação de todos e contemplando o público com uma vasta amostra do que era a cena da época em cada região. Essas compilações também poderiam servir como demo para mostrar novos talentos para as gravadoras, a fim de conseguir um contrato que

Camarero lança single “Jesus Chorou part. 3”

Camarero lançou na ultima segunda-feira (11) o single do seu álbum “Raciocínio Receptivo vol.3” denominado “Jesus Chorou parte 3”, que traz referências ao rap praticado nos anos 90 na época de Racionais, RZO, Sabotage, 509-E e Mv Bill. O nome do single se refere ao Underground e a Oldschool, assim originando o nome da faixa UnderOld e tem intuito de trazer de volta ao movimento hip-hop as melodias que os grandes mestres do movimento fizeram nas respectivas caminhadas, porém de um modo em que se trata dos problemas atuais e das gírias locais, esse é um dos trabalhos mais impactante do artista do noroeste paulista mais especificamente da área 017. https://youtu.be/hfOYEslK66Y

DBS Gordão Chefe e MC Magal lançam música “Tô na Bala” e levam som ao mundo do funk

São Paulo, 25 de Agosto de 2018 -  DBS Gordão Chefe, um dos grandes nomes do rap nacional, acaba de lançar uma música em parceria com MC Magal, uma das revelações do funk. O single “Tô na Bala” é uma produção do Mortão VMG. “Estou muito feliz com mais esse lançamento com o MC Magal, que é de Carapicuíba, minha quebrada e como ele fala na letra, eu realmente vi ele na quebrada antes do sucesso. Além dele, também tem minha parceria de longa data com o Mortão que é fora de série. O intuito da canção é criar uma conexão do Funk com o Rap e que, no final, quem ganha são os fãs”, afirma DBS Gordão Chefe. Na canção, MC Magal lembra da

RZO lança clipe de “As armas que matam”

Em 35 anos, mais de 1.000.000 milhão de pessoas foram mortas por armas de fogo no Brasil. O grupo de rap RZO está de volta. Em seu novo álbum, intitulado “Quem ta no jogo” a banca de rappers paulistanos traz 15 faixas inéditas com o que há de melhor e mais afiado em termos de rimas e batidas, sempre disparadas diretamente da Zona Oeste de São Paulo. Uma das faixas que dá vida ao novo videoclipe do grupo é a pesada e realística “ As Armas que Matam”, uma reflexão poética e visceral do grave problema social que são as armas de fogo e seu uso letal no cotidiano da sociedade brasileira. O combustível para a composição da música foi uma discussão virtual