Diomedes Chinaski apresenta o amor como ato revolucionário em “24 horas de Liberdade”

O ano de 2018, sem sombra de duvida, foi um ano marcante para Diomedes Chinaski. Ano do lançamento do fantástico álbum “Comunista Rico”. Álbum eleito pela revista Rolling Stone Brasil com um dos 50 melhores do ano. Um ano marcante precisava terminar de forma marcante. E foi isso que Diomedes fez, ao lançar nesta sexta-feira (29) o maravilhoso single “24 horas de Liberdade”. A canção é um samba-bossa embriagante assinado por DJ Bac & DK, na qual Chinaski reivindica o amor como um ato revolucionário. É uma linda viagem poética e sonora que traz o amor em toda sua plenitude. Em um momento de intolerância, desrespeito, polarização e o ódio crescente, Chinaski propõe o amor como antídoto, como ato revolucionário, que liberta

WRM traz Diomedes Chinaski para seu novo Showcase

WRM segue disponibilizando Showcases consistentes! Após passar nomes como ADL, Cartel e Choice, a nova produtora/gravadora disponibilizou neste dia 21 seu mais novo Showcase estrelando Diomedes Chinaski. O emblemático músico que vem conquistando o Brasil performou “Intro“, “Comunista Rico“, “Freeverse” e “Ouro“, caminhando de singles até sua última mixtape que foi aclamada pela crítica. Bastante visceral, chamou a atenção pela interpretação das músicas e mais uma vez colocou o nordeste no topo, mostrando que está no rol dos grandes MC’s do rap nacional. Guilherme Brehm (GB ϟ LAB) dirigiu mais uma vez o exímio audiovisual, com fotografia impecável e toda magia que coloca os talentosos convidados nos holofotes, em cada momento interessante, sem deixar nada passar batido. https://youtu.be/geQMALR5NL8

Chave Mestra lança clipe retratando os corres do dia-a-dia do trabalhador suburbano

Retomada as novas produções no início de 2018, o grupo Chave Mestra lançou vários singles, divulgados em plataformas digitais. E fruto desses singles, nasceu “O Corre” música do mais novo videoclipe da Chave Mestra. O clipe é uma produção em parceria da Chave Mestra, Safira Green e a Subverso Lab, no formato de um curta-metragem, é dirigido e roteirizado por Júlio Fonseca e Zaca de Chagas como co-roteirista, com produção musical de Carl Morais. Ambientado no bairro do Totó, retrata os corres do dia-a-dia do trabalhador suburbano e suas caras, cores e lutas. Com uma proposta de retratar um dia de trabalho de um dos moradores de lá, o clipe e a música querem mostrar para sociedade, de uma forma elegante

Diomedes Chinaski concorre ao prêmio de melhor música nacional de 2018

Diomedes Chinaski concorre ao prêmio de melhor música nacional da RedBull Brasil, que começou nesta segunda-feira (22), com 50 canções disponíveis para votação do público.   O rapper completa o pódio das mais votadas com o single “Comunista Rico”, ao lado de Djonga e Devasto.    As cincos músicas menos votadas são excluídas semanalmente para a inclusão de outras cinco. Para votar, acesse https://www.redbull.com/br-pt/melhor-musica-nacional-de-2018  

Cesar Mc, Ducon, Azzy e Diomedes Chinaski juntos no clipe ‘Eles Não Ligam Pra Gente’

A menos de 48 horas de um pleito eleitoral que irá decidir o rumo do Brasil nos próximos 4 anos, a Pineapple, sabiamente, apresentou a cypher “Eles Não Ligam Pra Gente” que traz as vozes políticas de Cesar Mc, Ducon, Azzy e Diomedes Chinaski. A musica é um desabafo, um grito de resistência do povo preto e pobre as vésperas da eleição. Sobre o belo instrumental assinado por Slim, os versos, carregados de revolta, são expostos através de 4 pontos de vistas distintos que focam nas mazelas das periferias. Mas há momentos fortes que precisam ser destacados. Ducon, por exemplo, ao afirmar que “Não vai ser Louconaro ou Luladrão, que vai dar solução”, aponta o povo como construtor de seu próprio

Diomedes Chinaski faz diss para Bolsonaro no single ‘Disscanse em Paz’

No dia 16/09, após fazer um show em São Paulo, Diomedes Chinaski em uma postagem no Twitter confirmou a diss ao candidato à presidência da república Jair Bolsonaro demonstrando que vinha com sangue nos olhos. A promessa foi cumprida na ultima quinta-feira (28) e o single foi disponibilizado um dia antes do movimento feminista “#EleNao” ir as ruas de todo Brasil. Com instrumental de Deryck Cabrera, Diomedes abre a música com o discurso de 1969 do guerrilheiro Carlos Marighella a Rádio Libertadora, projeto criado pelo guerrilheiro com o objetivo de difundir a mensagem revolucionária. É o cartão de visita que encaminha o ouvinte para a proposta da música. Em seguida Diomedes já nos apresenta o refrão da música no qual assume a