Thiago Elniño e Rincon Sapiência celebram a espiritualidade africana em novo clipe

Parte do celebrado segundo disco “Pedras, Flechas, Lanças, Espadas e Espelhos” do rapper fluminense Thiago Elniño, a música “O Homem Preto Vestido de Branco” ganha divertido videoclipe com participação de Rincon Sapiência, um dos maiores nomes do rap nacional.

 Presente no aclamado “Pedras, Flechas, Lanças, Espadas e Espelhos” – segundo disco do rapper fluminense Thiago Elniño -, a música “O Homem Preto Vestido de Branco” ganha cativante videoclipe com participação de Rincon Sapiência, um dos maiores nomes do rap nacional.

 No clipe cheio de referências gravado no ateliê do artista Robinho Santana, os rappers demonstram suas afinidades de ritmos e pautas sendo desenvolvidas de forma fluida e divertida ao cantarem sobre a espiritualidade africana e o grupo de entidades chamadas de “Zés” e “Malandros” presentes principalmente na Jurema e na Umbanda. O cenário com as obras de Robinho Santana, que também fez a capa do disco de Elniño, é um show a parte.

 (No clipe, cheio de referências e gravado no ateliê do artista Robinho Santana, os rappers demonstram suas afinidades de ritmos e pautas – sendo desenvolvidos de forma fluida e contagiante -, ao cantarem sobre a espiritualidade africana e o grupo de entidades chamadas de “Zés” e “Malandros”, presentes principalmente na Jurema e na Umbanda. Robinho Santana, realizador da capa do disco de Elniño, é também o responsável pelas obras que compõem o cenário, outro show a parte.

Com clipe produzido e dirigido por Lincoln Pires, da Monomito Filmes, e Jonas Feitosa, da produtora Ágora, a música, que tem batida de Everton Beatmaker e produção de Martché, fica ainda mais potente e reforça a riqueza das culturas africanas e afro brasileiras. Num momento em que o mundo se mobiliza em discussões para resolução dos problemas causados pelo racismo, a arte destes dois rappers apontam dimensões que já não podem ser ignoradas. E se continuar faltando, a frase de Rincon em uma outra música define o momento: “Os pretos são chave, abram os portões”!

 Sobre Thiago Elniño

 Nascido a 34 anos na cidade de Volta Redonda, RJ, Thiago Miranda é envolvido com a música desde os 15 anos de idade, o nome artístico, Thiago Elniño, veio da simbologia da alteração de temperamento drástica de um sujeito, hora tranquilo, hora extremamente agressivo no palco quando passou a participar de batalhas de MCs.

 Com a mixtape Fundamento (2013), os EPs Cavalos de Briga (2012) e Filhos de Um Deus que Dança (2016) e disco A Rotina do Pombo (2017), a carreira de Thiago tem destaque em seus videoclipes sempre muito bem recebidos e que trazem a mistura de letras fortes e viscerais com produção sempre muito bem elaboradas. Amigo Branco (2013), Diáspora (2016) e principalmente Pedagoginga (2017), reforçam o que o MC acredita ser o forte do seu trabalho, que é mais que apresentar músicas, propor pautas!

 O último trabalho de Thiago foi o disco Pedras, Flechas, Lanças, Espadas e Espelhos. Lançado em setembro de 2019, o disco conta com participação de importantes nomes da música nacional como Luedji Luna, Tassia Reis e Rincon Sapiência e teve um alcance significativo, com shows por todo país e sendo apontado por muitos veículos com um dos melhores do ano.

 Sobre Rincon Sapiência

O MC, produtor e empresário Rincon Sapiência é um artista de destaque na cena musical brasileira. Em 2017, lançou Galanga Livre, seu álbum de estreia, que entrou para a lista dos 50 melhores álbuns da música brasileira de 2017 da Associação Paulista dos Críticos de Artes (APCA) e ganhou dois troféus do Superjúri no Prêmio Multishow daquele ano. A premiação também rendeu o título de Revelação do Ano, reforçado pela sua eleição como Artista do Ano pela APCA e a escolha como melhor disco do ano pela revista Rolling Stone Brasil.

 Desde então, Sapiência tem trabalhado na divulgação do álbum no Brasil e no exterior, período em que também reafirmou a sua versatilidade artística em parcerias musicais com Sidney Magal, Alice Caymmi, Rubel, Drik Barbosa e IZA. Recentemente, o artista lançou o seu próprio selo musical independente, chamado MGoma, apostando em seu reconhecimento como um dos produtores musicais mais respeitados da cena. Atualmente, o artista se dedica à produção de seu segundo álbum e no início deste ano foi indicado como

melhor cantor no Troféu Imprensa 2018 do SBT, sendo o primeiro artista de rap em 10 anos de premiação.
 

Sharing is caring!

Deixe uma resposta