Stanley lança clipe ‘O Papo é Um Só’ com fortes criticas a cena do Rap

Dando sequencia a apresentação das músicas de seu álbum “Stanley Sessions Volume 1”, Stanley apresentou no inicio da noite desta terça-feira (15) a música “O Papo é Um Só”, terceiro single do álbum. Se nos dois primeiros singles o tom de voz foi ameno, afetuoso e sereno, em “O Papo é Um Só”, Stanley levanta a voz e parte para o ataque sem meias-palavras e com criticas ácidas, precisas e contundentes solta o verbo alfinetando a tudo e a todos que distorcem e distancia o rap da sua essência. A poesia se encaixa como uma luva ao instrumental fascinante de um dos melhores betamaker da atualidade, Peu CanetaBeats.

Tendo a favela do Vidigal como cenário para o desabafo poético, o clipe segue um roteiro que explora a estética e o cotidiano da comunidade e de seu povo. Guilherme Tpires mais uma vez mostra sua criatividade e monta o clipe com uma bela sequencia de cenas captadas com maestria e com qualidade impecável. As cenas acomodam com perfeição a proposta da letra e criam o ambiente sugerido por Stanley em sua critica que é um retorno do rap a sua raiz, ao seu berço: a favela, o gueto, a periferia.

Sharing is caring!

Deixe uma resposta