O Antiético – (Eu), O filho da doméstica!

Flavio Antiéticos

Por Flávio Antiéticos

Primeiro que nós num deve nada ao PT. Segundo, reproduz quase que com louvor as mesmas patologias racistas com requintes de se propor um “partido popular” e terceiro que a prostituição que eles se propuseram pra chegar e se manter no poder não está passando batida. Mas o foda, o mais foda de tudo é essa cambada de energúmenos, boçais, analfabetos funcionais que não estão incomodados com a “corrupção” e nem com os próprios privilégios porque esses pau de bosta nem entendem a relação de conforto que eles possuem em detrimento de outras pessoas, vai esperar o que de quem não consegue arrumar a própria casa?? Passeata de fiasco e eu quero q o PT se foda! O papo não é esse, mas como é possível essa cambada de imbecis, orquestra de retardados estarem no gerenciamento das “migalhas” senão pelo uso da violência pura?? Não vejo outra coisa, são idiotas, não possuem capacidade intelectual para nos manipular, talvez isso explique o uso exacerbado de força por parte dos órgãos de opressão.

O Brasil, país analfabeto, colocou sua prepotência e seus prepotentes na rua indignados por não passarem o réveillon na times square, odiosos por não terem podido passar a primavera no sul francês desfilaram com suas empregadas domésticas pela avenida fantasiada pelo carnaval da hipocrisia de mentalidade pífia que se pretende anunciar ao mundo brasil que “podemos não viajar de first class, mas temos empregada”. Não se trata de direitos e deveres, normas ou clt. Se trata dos símbolos, das representações e dos anseios de quem compôs esse ridículo circo onde o palhaço era mais uma vez homens verdes e amarelos pintados de brancos.

O Antiético – é a coluna que divulga os textos publicados por Flavio Antiéticos em sua página no Facebook. Flávio é cientista político e rapper integrante do grupo Antiéticos.

Sharing is caring!

Deixe uma resposta