Mundo Tattoo – SOBRE O MUSEU DA ARTE DE RUA EM SP

Por J.a. Reis

A cada notícia de tentativa de esclarecimento do Doria, sobre o ”Artcídio” cometido na cidade de São Paulo ao apagarem os grafites do muro da Avenida 23 de Maio, que postam por aí, não consigo conter o nojo da forma com que os políticos deste país brincam de dar com uma mão e tirar com as outras 5.

A Arte de rua cresce no Rap e pede que nós, mobilizadores da causa, confrontemos toda e qualquer tentativa de contenção da Arte!

Grafite também é pixo, assim como a diferença entre um desenhista profissional e um iniciante ser o simples fato de técnicas diferentes serem postas em prática.

E, ao final das contas, o que seriam obras primas do ponto de vista de quem as criou?

J.A.Reis é rapper, tatuador, um dos organizadores da roda de rima da 4P na Pavuna, Zona Norte do Rio de Janeiro, é editor e escreve a coluna Mundo Tattoo no Polifonia Periférica.

Deixe uma resposta