O Antiético – Sobre álcool, crack, anestesia e mães.

Por Flávio Antiéticos

A mulher preta é o recipiente sagrado do corpo preto, é o portal de passagem que possibilita o retorno do ancestral nessa nossa forma. O machismo/opressão contra mulheres pretas tem por base fundamental atacar a estrutura da comunidade preta, tem por base fundamental o racismo! A opressão de gênero, nesse caso, é com finalidade destrutiva de todo um povo. O recurso é impedir que mais corpos pretos estejam nesse mundo, e se “por um acaso” vierem, que seja no ambiente mais hostil, escasso, esquizofrênico, desarranjado, caótico, conflituoso, desarmonioso possível. Adoecer fisicamente, espiritualmente e psicologicamente mulheres pretas (mesmo que a forma de opressão pra isso seja o machismo) quebrar ou danificar nosso recipiente sagrado ainda é investir no racismo!

O Antiético – é a coluna que divulga os textos publicados por Flavio Antiéticos em sua página no Facebook. Flávio é cientista político e rapper integrante do grupo Antiéticos.

Deixe uma resposta