Biblioteca no Morro – projeto leva cultura, paz e cidadania a comunidades da zona norte.

Projeto cria biblioteca em comunidade carentes da zona norte do Rio de Janeiro oferecendo literatura, informação e cultura gratuitamente.

Foi inspirado na lei 12.244/10, que  obriga todas as instituições de ensino do país, públicas e privadas, terem biblioteca até o ano de 2020, que o escritor e educador Julio Mesquita decidiu fundar a Ong Educação e Dignidade, em novembro de 2011. O objetivo era simples: instalar bibliotecas nas comunidades da Paula Ramos, Turano e Coréia, todas na zona norte do Rio de Janeiro, e assim levar a literatura, informação e culturas a essas comunidades gratuitamente.

Julio Mesquita

Antes da implantação das bibliotecas, foi realizada uma série de encontros com representantes das comunidades para detecção de suas necessidades. Nestes encontros, definiu-se o projeto (Biblioteca no Morro) com o local definido dispondo de infra-estrutura, relevantes a conclusão da implantação proposta pela Ong.

O objetivo agora é ampliar os níveis de leitura e cultural da comunidade beneficiada, ampliar a utilização da biblioteca para os moradores como fonte de pesquisa e empréstimo de livros literários, técnicos e infantis, no intuito de fomentar a educação dos pais e filhos. Além disso, o projeto visa Incentivar a criação de manifestações culturais na comunidade; criar e promover espaço de interação entre indivíduos, grupos de artes diversas além da leitura; criar eventos  tragam novas parcerias intelectuais e criativas agregando valores.

A Ong está localizada na  Rua Paula Ramos N° 426/02 no bairro do Rio Comprido/RJ

Para mais informação acesse: Site: WWW.projetoeducacaoedignidade.com

Contato: E-mail: [email protected]

Julio Mesquita/Presidente fundador

Site: WWW.julliomesquitaescritor.com

One thought on “Biblioteca no Morro – projeto leva cultura, paz e cidadania a comunidades da zona norte.

  1. Amigos da polifonia,
    adorei a matéria divulgada.
    Um artigo com qualidade, respeito e inteligência de quem realmente faz acontecer. Obrigado!!!!
    Julio Mesquita

Deixe uma resposta