Grupo Paulista “PRIMEIRO ATO” fala sobre seu próximo trabalho “Da Nossa Cara, do Nosso Jeito”.

“Da Nossa Cara, do Nosso Jeito”. É assim que o grupo Primeiro Ato, da capital paulista anuncia o próximo trabalho, que inclui um disco com o mesmo nome e um videoclipe. O novo trabalho deve chegar as ruas com 14 faixas, produzidas por Dj RM e BSO, um dos integrantes do grupo. Com quatro anos de carreira no rap brasileiro, o Primeiro Ato busca preservar as raízes do estilo mais tradicional. Responsabilidade social, informação, amor e felicidade. São estes os conceitos que o grupo Primeiro Ato que traz como filosofia. “Temos  respeito aos demais gêneros musicais, e sabemos esperar a hora certa. Buscamos diversas opiniões de quem nos espelhamos no nosso dia-a-dia”, enfatiza Gordinho, um dos integrantes. Confira a entrevista concedida com exclusividade ao Polifonia Periférica.

Polifonia Periférica – Enquanto muitos artistas estão buscando mesclar estilos e fazer algo diferente vocês optaram por seguir a linha do rap tradicional. O que levou vocês a optarem pela linha tradicional e como é a resposta do publico ao trabalho de vocês?

Primeiro Ato – Isso não é uma opção e sim fazer aquilo que achamos ser nossa cara, ser verdadeiro com nossa ideologia, nossos sentimentos e nosso olhar sobre o que a gente pode proporciona ao rap.

Polifonia Periférica – Vocês estão em estúdio gravando o novo CD. O que podemos esperar desse novo trabalho? O novo trabalho trás alguma coisa do trabalho antigo ou é um trabalho totalmente diferente?

Primeiro Ato – Totalmente diferente, desde quando foi formado o Primeiro Ato, a gente se preocupou muito em buscar opiniões, mudar base, letras, refrãos pra agradar as pessoas. Até o momento de  começar a trabalha neste novo disco. Totalmente fechado nas opiniões dos integrantes do grupo. Não que não aceitamos opiniões dos produtores amigos só que tem que ter aquele lance de química bate as ideias.

Polifonia Periférica – O novo CD trás na produção a assinatura do DJ RM. Como surgiu a parceria com o DJ RM e como está sendo trabalhar com ele?

Primeiro Ato – Porra Rm é monstro, trabalha com ele é fácil demais talento nato. O gordinho já tinha um contato com ele, pois mora na leste também, ai as ideias de beats , foi batendo e caindo como uma luva pro grupo .Mais alem do RM tem as produção do BSO e do Pudim

Polifonia Periférica – O primeiro CD “Morro sem $$$ Mas Faço Por Amor” contou com a participação de vários artistas. No novo Cd parece que não terá nenhuma participação especial. Porque nenhuma participação dessa vez?

Primeiro Ato – Justamente pela ideia da gente ta querendo passar nesse cd o nosso jeito de pensar, nossas ideias sem se preocupar muito com que as participações iriam achar.

Polifonia Periférica – O novo trabalho “Da Nossa Cara, do Nosso Jeito”  será uma produção independente. Como é produzir um disco independente? Quais as vantagens e desvantagens de ter uma produção assim?

Primeiro Ato – Vantagem mesmo. a de sermos dono do nosso próprio trampo , porque a sena independente ta começando a ganha proporção agora com o Projota , Rashid , Emicida que monstro que o barato pode anda trabalhando direito , mas é foda né a gente consegui dinheiro pra Studio , pra produção , capa , documentação , varias fita que só o amor mesmo pra paga .

Polifonia Periférica – Vocês estão filmando um videoclipe sob a direção de Vras77. Como está sendo trabalhar com o Vrass77? O videoclipe sairá simultaneamente com o CD?

Primeiro Ato – Sobre o clipe, o Vras77 foi como um pai pra gente humildade pura mesmo , falei com ele q a gente tava querendo grava o clipe da musica de trabalho e pediu o som pra ouvi e tbm acabou se empolgando com o som , dai foram mais algumas conversas até a hora de começa a agravar . Em relação a sair simultaneamente não vai sair não o CD ta previsto pra junho

Polifonia Periférica – O titulo do novo CD é “Da Nossa Cara, do Nosso Jeito”. Como é a cara e o jeito do Primeiro Ato?

Primeiro Ato – Jeito comum de ser. Parceiro de todos ao mesmo tempo ligeiro com todos rsrsrs fazendo a nossa sem da milho e procurando ajudar no que estiver no nosso alcance.

Polifonia Periférica – Deixa uma mensagem final para os fans.

Primeiro Ato – Primeiramente agradecer a oportunidade e espaço de vcs do site , a nossa amiga Jessica Balbino que ta sendo fundamental no nosso progresso e como diz Projota

FOCO FORÇA E FÉ

Serviço – Para saber mais sobre o grupo, siga no twitter @PrimeiroAto1 ou acompanhe pelo facebook

Ouça o single “Um Bem Me Quer Um Mal Me Quer”

Ouça o single “Da Nossa Cara, do Nosso Jeito”

Deixe uma resposta