Cooperifa comemora 10 anos de intervenção cultural na periferia

Mostra Cultural acontece pelo 4º ano e leva à periferia atrações como saraus, debates, feiras e distribuição de livros

Há 10 anos surgia o sarau que se tornaria um dos mais conhecidos em todo Brasil. Dentro de um bar – Zé Batidão – no extremo sul de São Paulo, nascia a Cooperativa Cultural da Periferia (Cooperifa), um movimento que realiza saraus, distribuição de livros, debates, shows e compartilha da efervescência cultural que acontece nas quebradas paulistanas e influencia ainda, os saraus e movimentos Brasil afora.
Para comemorar a primeira década destas intervenções culturais, a Cooperifa realiza, a partir de hoje, na zona sul da capital paulista a 4ª Mostra Cultural, que segue até o dia 23 em diversos locais como escolas, CEUs, casa de cultura e no bar do Zé Batidão, sede do Sarau da Cooperifa desde 2003.
Tais manifestações foram a forma encontrada por esse coletivo para valorizar a literatura e incentivar a leitura na periferia vem agregada de criatividade com projetos inovadores como o próprio sarau dentro de um bar, o Prêmio Cooperifa, a Semana de Arte Moderna da Periferia, Poesia no Ar, Chuva de livros, Cinema na laje, Ajoelhaço, Sarau da Cooperifa nas escolas, e essa mostra cultural que está na quarta edição no qual reúne todos que buscam uma transformação da periferia.
No entanto, como frisam os organizadores, nada disso seria possível sem a adesão da comunidade, das escolas e dos moradores oriundos das diversas periferias que se deslocam de diferentes regiões da cidade para prestigiar essa realização.

A MOSTRA

A abertura acontece hoje, dia 14, às 19h30, no CEU Casa Blanca e será marcada com um panorama dos 10 anos de intervenções culturais.No decorrer dos dias, a programação reunirá a literatura de poetas e escritores que freqüentam o sarau; a dança grupos como Balé Capão Cidadão, Espírito de Zumbi, Umoja, entre outros; a música, os convidados Preto Soul, Veja Luz, Versão Popular, 4 Vozes, Teatro Mágico, Z’África Brasil, Criolo e GOG e no teatro Cia Sansacroma, Capulanas Cia de Arte Negra e Grupo Clariô.
No decorrer dos dias, a programação reunirá a literatura de poetas e escritores que freqüentam o sarau; a dança grupos como Balé Capão Cidadão, Espírito de Zumbi, Umoja, entre outros; a música, os convidados Preto Soul, Veja Luz, Versão Popular, 4 Vozes, Teatro Mágico, Z’África Brasil, Criolo e GOG e no teatro Cia Sansacroma, Capulanas Cia de Arte Negra e Grupo Clariô.

PROGRAMAÇÃO – IV MOSTRA CULTURAL COOPERIFA
Dias 14 a 23 de outubro de 2011
No final do post assista ao vídeo da Cooperifa e sinta o espetáculo de poesia, música e dança

1º dia – 14 (sexta- feira), 19h30

Abertura – Um panorama dos 10 anos de atividades culturais da Cooperifa na periferia de São Paulo com espetáculos de poesia, música e dança.
CEU Casa Blanca – Rua João Damasceno, 85. Vila das belezas.

2º dia – 15 (sábado), a partir das 11h

11h Feira livre de livros- Autores da periferia são convidados a exporem seus livros e haverá também exposições de artes plásticas.
16h Debate – A escrita e a militância cultural das mulheres– com Erica Peçanha, Lu Sousa, Silvana Martins e Jéssica Balbino.
20h – Sarau da Cooperifa e convidados
Casa de Cultural M´boi Mirim- Av. Inácio dias da silva, s/n º – Piraporinha.

3º dia -16 (domingo), a partir das 11h

11h – Festa das crianças –Atividades recreativas, distribuição de livros infantis e shows com os convidados: QI Alforria,D´Quintal, Trio Porão,  Poesia Samba Soul e Banda Veja Luz.
EMEFMauro Faccio Gonçalves Zacarias – Av. Raquel Alves Moreira, 823.Parque Santo Antônio.

4º dia – 17 (segunda-feira), a partir das 18h

18h – Debate – Giros e geras do verbo: literatura afro-brasileira e das beiradas – com Allan da Rosa, Elizandra Souza, Luan Luando e Mario Augusto Medeiros.
20h – Grupo de teatro Clariô – Espetáculo: Urubu come carniça e vôa! Do nordeste para Taboão da Serra, o Clariô conta a vida e obra do poeta negro pernambucano Miró de Muribeca.
CEU Casa Blanca – Rua João Damasceno, 85. Vila das belezas.

20h – Fernandinho Beat Box – o músico realiza um show com diversos ritmos, utilizando a boca como instrumento percussivo, conhecido na Cultura Hip Hop, como beat box.
EMEF Oliveira Viana- Rua Profº. Barroso do Amaral, 694. Jardim Ângela – Jardim Planalto.

14h – Cinema na laje especial- Com os filmes: 5 x favela -Agora por nós mesmos- De Cacá Diegues e  Bróder, de  Jeferson De.
E.E. Professor Herculano de Freitas . Av. Olivier Bachelin, 07 – Alto Riviera.

5º dia – 18 (terça-feira), a partir das 10h30
10h30 e 14h – Balé Capão Cidadão- Apresentação dos alunos das oficinas de balé da ONGCapão Cidadão.
CEUCapão Redondo – Rua Daniel Gran, s/n. Jardim Modelo.

18h – Debate – Militância cultural: como a cultura pode influenciar no cotidiano da periferia –ComEuller Alves, Marcio Batista , Juninho Círculo Palmarino e Fernando Sarau Vila Fundão.

20h – Show do Teatro mágico – A trupe do teatro mágico desembarca na mostra cultural para um show especial.
CEU Casa Blanca – Rua João Damasceno, 85. Vila das belezas.

20h – Cia Sansacroma – Espetáculo: A máquina de fazer falar–Conta a rotina do departamento político de Auschwitz, que servia de intermediário entre Berlim e o campo para efeitos da solução final.
E.E. Octalles Marcondes Ferreira – Rua Dança de Anitra, 1 – Parque Claudia.

6º dia – 19 (quarta-feira), a partir das 20h.

20h – Aniversário 10 anos – Sarau da Cooperifa– Lançamento do livro 100 mágoas de Rodrigo Ciríaco.
Bar do Zé Batidão – Rua Bartolomeu dos Santos, 797. Jardim Guarujá.

7º dia – 20 (quinta-feira), a partir das 14h.

14h – Orquestra Toca, Zezinho!Este projeto mostra a importância que ultrapassa a associação de sons e palavras.
CEU Casa Blanca – Rua João Damasceno, 85. Vila das belezas.

19h – Brau Mendonça – Músico e instrumentista.
20h – 4 vozes – Quarteto de instrumentistas de música popular brasileira, formado por Dora, Jurema , Jussara e Thatiana.
CEU Canto do Amanhecer – Av. Cantos do amanhecer, s/n.JardimMitsutani – Campo Limpo.

20h – Capulanas Cia de Arte Negra.Espetáculo: Solano Trindade e suas negras poesias. Retrata a força da mulher negra por meio das poesias de Solano Trindade, Elizandra Souza e Capulanas. E busca a ancestralidade nas manifestações populares de matriz afro brasileira.
E.E Músico Wander Taffo – Parque Claudia II – R. Mangualde, 427 – Jardim Antonieta.

20h – Espírito de Zumbi – Espetáculo: Cor Raça
Uma passagem pela história do brasil colonial passeando pelos dos ritmos e danças da cultura afro-popular brasileira.
EMEF Pracinhas da Feb – Rua antonio raposo barreto, 151. Jd. Das flores.

8º dia – 21(sexta-feira), a partir das 13h30.

13h30 – Teatro de Bonecos – Espetáculo: Cocos e mitos uma aventura no universo das lendas.
EMEI Clarice Lispector -Rua Com. Miguel Maluhy, 159. Jardim Guarujá

20h – Trupe Lona Preta. Espetáculo: Soltando o verbo.  O grupo apresenta ao público o processo de formação da língua e suas transformações ao longo dos séculos num espetáculo cheio de humor.
EMEF Anna Silveira Pedreira – Rua José Manoel Camisa Nova, 550. Jardim São Luis.

9º dia – 22 (sábado), a partir das 17h.

Apresentações musicais com: B. Valente, Zinho Trindade, Z’África Brasil e A Família.
Casa de Cultural M´boi Mirim- Av. Inácio dias da silva, s/n º – Piraporinha.

10º dia – 23 (domingo), a partir das 17h.

Apresentações musicais com: Umoja, Preto Soul, Criolo, Versão Popular e GOG.
Casa de Cultural M´boi Mirim- Av. Inácio dias da silva, s/n º – Piraporinha.

Realização:Cooperifa. Apoio cultural: SescSPItaú CulturalCentro Cultural da Espanha –SP e Editora Trip.Informações: (11) 9342-8687\9391-3503\6599-5499.
E-mail:cooperifa@gmail.comwww.colecionadordepedras1.blogspot.com

Deixe uma resposta