Coruja BC1 faz show online nesta sexta, via ShowlivrePlay

O rapper irá executar, pela primeira vez ao vivo, as faixas de seu mais recente EP "Antes do Álbum", além de responder aos vídeos enviados pelos fãs e atendê-los após o show. Precursora no Brasil, a plataforma pay-per-view ShowlivrePlay se firma alternativa de remuneração dos artistas de música durante o isolamento social. Lançada em abril, a plataforma ShowlivrePlay (streaming de música ao vivo, pay-per-view) se firma como alternativa real de monetização artística em meio à pandemia que assola o mercado do showbusiness. No dia 07 de agosto, o rapper Coruja BC1 realiza seu show por ali, munido do repertório do aclamado disco Psicodelic (2019) e também com o EP Antes do Álbum, lançado durante o isolamento social e nunca antes executado ao vivo. O rapper irá interagir com

Coruja BC1 lança EP “Antes do Álbum”, falando sobre sociedade, afetividade e preconceitos

Coruja BC1 - EP "Antes do Álbum"

Produzido durante isolamento social, o EP foi lançado nesta quarta-feira (13) Fazer um EP dentro de casa tem me ajudado no isolamento, e a intenção é que esse material também possa chegar da mesma forma na vida das pessoas, no dia 13 de maio”. Esse é o objetivo do rapper paulista Gustavo Vinicius Gomes de Sousa, o Coruja BC1, com o lançamento do EP “Antes do Álbum” nesta quarta-feira (13), em todas as plataformas digitais. A quarta obra da carreira do cantor e compositor nascido em Osasco - além da mixtape “A voz do Coração”, de 2014 - foi composta por ele em apenas um dia. Coruja usou das dificuldades do momento de isolamento para se agarrar a única coisa que

Kaito lança o clipe de “Nihon” e junta o trap chave paulistano com sua origem japonesa

Em seu primeiro clipe solo, o rapper empodera suas origens japonesas em um rap recheado com sua estética autêntica e diferenciada. Kaito traz em “Nihon” um trap que exalta suas origens e experiências, trazendo o ouvinte para dentro de seu universo, que mistura as ruas e quebradas de São Paulo com o seu sangue e influências japonesas. O artista retrata a busca por identidade sendo um artista nippon que cresceu no Brasil e busca grana e melhoria para sua mob e família. O conceito de seu primeiro clipe reflete muito do que Kaito promete para o seu EP “Made in Japan”, do qual Nihon faz parte. O Mc busca em suas músicas unir muito das suas tradições japonesas com a vivência que

Coruja BC1 e Amanda Ramalho participam de ação especial sobre Setembro Amarelo, promovido pela ONErpm

O Setembro Amarelo é uma campanha brasileira de prevenção ao suicídio, iniciada em 2015 pelo Centro de Valorização da Vida (CVV), do Conselho Federal de Medicina e da Associação Brasileira de Psiquiatria. Desde 2018, a ONErpm resolveu apoiar essa iniciativa dando voz e espaços de divulgação em seus meios de comunicação. Nesse ano, a ideia foi trazer personalidades que pudessem falar sobre a depressão e divulgar a prevenção do suicídio com o Setembro Amarelo.  De acordo com a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), 90% dos óbitos por suicídio estão ligados a doenças como a depressão, o transtorno por uso de substâncias, a esquizofrenia e os transtornos de ansiedade. A depressão ainda não recebeu sua devida atenção na nossa sociedade e falar sobre essa

ONERPM lança showcase inédito com Coruja BC1

Coruja BC1

A ONErpm acaba de lançar showcase inédito com o cantor paulistano Coruja BC1, acompanhado do músico Raffael Emílio. Nos vídeos o artista apresentou versão inédita de "Modo F", "Um Acorde", "Lágrimas de Odé", "Dopamina" e da já aclamada  "Éramos Tipo Funk".“Eu aproveitei esse showcase para trazer novas versões, mais orgânicas e com referências musicais que fazem parte da minha formação não só como músico mas também como pessoa. “Éramos Tipo o Funk” trouxe uma linguagem mais próxima do reggae de Damian Marley e Alexandre Carlos, que são grandes referências musicais pra mim. Em “Dopamina” eu apostei numa linguagem mais MPB, com inspiração que vai de Djavan a Milton Nascimento, para “Lágrimas de Odé” tentei trazer uma língua mais poética de sarau, criando uma atmosfera

Coruja BC1 apresenta álbum “Psicodelic”

O terceiro disco do rapper trata da saúde mental de um jovem negro de periferia “Lágrimas de Odé” abre o disco pedindo para o Gustavo respirar antes de começar a contar passagens reais que marcaram sua vida, munido de um beat pesado e certeiro. “Eu lembro como hoje eu, minha mãe, minha irmã no chão.Medo, suspiro.Eu com seis anos vendo meu pai tomar seis tiros.Sangue no chão do barraco, no meio do gueto.Ainda criança vi o que o sistema reservou pros preto”. A mesma faixa muda de clima e entra numa narrativa de união, onde o rapper enfatiza que a favela precisa estar unida. Em tempos de genocídio da população negra e periférica, Coruja BC1 pede para que seus irmãos de