Nego Max é abduzido e faz cobrança ao rap em seu novo clipe ‘Freestylienígena 2.0’

O genial Nego Max segue apresentando as faces de seu próximo álbum. Após lançar a fantástica “O Rap é PRETO!”, o rapper apresentou, neste domingo (16), a track “Freestylienígena 2.0” , segundo single do álbum. Max já havia lançado “Freestylienígenapelo projeto Perfil da Pineapple. Em sua nova versão a música vem mais completa e acompanhada de clipe.

A expressão Freestylienígena é uma fusão de Freestyle, algo que Nego Max ama e faz com maestria, com alienígena, como sempre foi chamado por dominar de forma única a técnica de improviso. Na música, Nego Max invoca seu alter ego, o alienígena, para cobrar postura, disciplina e respeito dentro da cultura Hip Hop.  

A inspiração para a música vem do fato de sua cidade, São José dos Campos (SP), ser número um em abdução, segundo pesquisas. A cidade foi palco de um dos maiores mistérios ufológico do Brasil. No dia 19 de maio de 1986, vinte e um pontos luminosos foram vistos no céu da cidade. Acontecimento documentado pela aeronáutica. 

– Meu propósito foi mesclar, com bom humor, a misticidade da cidade com a urgência de falar para pessoa que o hip hop é uma diversão, mas não uma diversão vazia,sem compromisso – disse Nego Max.

O single vem com um instrumental sombrio que guarda em si certo mistério e suspense bem apropriado com a proposta da letra. Mas uma vez uma vez a dupla Nego Max e TH assina o beat que mistura o trap com funk com muito bom gosto.

O clipe, dirigido por Jean Furquim e realizado pela Giramundo Filmes, navega neste universo enigmático dos óvnis, mas sem perder a seriedade e compromisso com a mensagem forte da música que é clara: O Hip Hop é uma cultura e não moda, se está a passeio, saia dela. Nego Max é abduzido e nesta condição solta seus versos que fluem com muita potência fazendo cobranças e pedindo compromisso com a cultura a todos que dela usufrui. 

Sharing is caring!

Deixe uma resposta