O cantor e compositor Ramonzin, do selo DUTO, apresenta seu novo clipe, “Made in Madureira”

O cantor e compositor Ramonzin lança hoje o clipe de “Made in Madureira”, faixa que nomeia seu último EP, lançado no final de 2017, pela Universal Music. Quem assina o projeto audiovisual é o diretor Raphael Medeiros. Com uma letra de forte apelo social, a música usa a arte como forma de evidenciar diferenças raciais e de classe, tudo com uma base de ritmos envolventes que passeiam pelo rap, trap e o funk carioca.

O cantor falou um pouco sobre a música: “O nome que leva o título do EP define nessa faixa tudo aquilo que me participa como negro, jovem e periférico. Quando você é o principal agente passivo de todos os absurdos sociais e históricos, falar sobre isso, torna-se uma obrigação moral. Porque está diretamente ligado a virtudes que me definem e a posição que ocupo dentro deste espaço, enquanto indivíduo consciente do seu valor e daquilo que me pertence”, explica Ramonzin.

Filmado em São Cristóvão, Zona Norte do Rio de Janeiro, o clipe é protagonizado por quatro dançarinos: Sabrina Ginga, Tago Oli, Gabriela Silva e Zulu Gregório. “Made in Madureira nasceu de um ponto central de ideias e conceitos que eu e Ramonzin temos sobre o que é cultura de gueto. Nós dois somos suburbanos e carregamos isso com orgulho. Nosso clipe é arte, arte de gueto, arte de rua. Da maneira mais pura possível! Com passinho, com rima, com sensualidade e muita preocupação estética. Não por menos que costuramos essa grande metáfora visual com uma forte referência da paleta de cores do filme Moon light. Cada plano e cada segundo desse filme são uma viagem a essa alegria que todo indivíduo periférico carrega dento de si.”, diz Raphael Medeiros.

Ramonzin é uma das estrelas do selo Duto, o coletivo criativo de Madureira, formado pelos artistas Malía, QXÓ, 3RDW e Dughettu, cujo foco está na construção de novas matrizes sonoras e no desenvolvimento de talentos da música negra urbana.

Made In Madureira by Ramonzin on VEVO.

Sharing is caring!

Deixe uma resposta