Oficina Cultural Alfredo Volpi realiza ação performática na qual o público torna-se modelo vivo do artista

Em Insólito, o público entra em um espaço ficcional, escolhe um objeto e posa para o artista Fabio Lopes, que pinta um retrato na hora

Insólito significa incomum, aquilo que foge ao habitual. Já pensou participar de uma performance na qual você posa para o artista e ele pinta um retrato seu na hora? Essa é a proposta da performance Insólito, de Fabio Lopes, que será apresentada entre maio e junho na  Oficina Cultural Alfredo Volpi, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo gerenciada pela Poiesis.

“Insólito é uma pesquisa de observação do cotidiano, e surgiu como um fazer artístico dos acasos, dos acidentes e das banalidades”, conta Fabio Lopes. Na performance, o público é convidado a entrar em um espaço performático ficcional onde estão dispostos objetos que dialogam com a temática do dia – banheiro, festa na piscina, conversas na cozinha, festas de aniversário etc., interagir com esses elementos e depois posar como modelo vivo para o retrato que será pintado na hora.

Os encontros acontecem dias 2, 10, 19 e 24 de maio, e 8,16, 22 e 27 de junho, e os temas vão de espaços que simulam cômodos de uma residência – banheiro e quarto de dormir – a momentos corriqueiros – conversa na cozinha, festa de aniversário e faxina. “A ideia não é criar um cenário que represente a temática do encontro, e sim utilizar os objetos para provocar a memória dos participantes, estabelecendo vínculos criativos e afetivos com o espaço que será representado na pintura”, completa o artista.

Paralelamente à ação performática acontece uma exposição na Oficina Cultural com os retratos pintados durante os oito encontros.

Fabio Lopes é artista visual, ator e educador. Pesquisa os desdobramentos do desenho como dispositivo relacional e disparador criativo. Integrou o núcleo educativo da 30ª Bienal de São Paulo, e de grandes exposições na rede Sesc SP. Foi facilitador artístico do Método Abramóvic durante a exposição Terra Comunal – Marina Abramóvic + MAI, no Sesc Pompeia. Atualmente atua como artista criador e diretor no Coletivo Bixa Pare.

SERVIÇO: Performance Insólito

O Ateliêr | 2/5. Quarta-feira, 16h30 às 18h30
Conversas na cozinha | 10/5. Quinta-feira, 13h30 às 15h30
Festa de aniversário | 19/5. Sábado, 13h às 15h
Máscaras | 24/5. Quinta-feira, 17h às 19h
O banheiro | 8/6. Sexta-feira, 13h às 15h
O Quarto de dormir | 16/6. Sábado, 13h às 15h
Festa na piscina | 22/6. Sexta-feira, 13h às 15h
Faxina | 27/6. Quarta-feira, 13h às 15h
Recomendação etária: livre.

Atividade gratuita sem necessidade de inscrição prévia.

Exposição

De 28/6 a 21/9. Terça a sexta-feira, das 10h às 22h, e sábados das 10h às 18h.
Recomendação etária: livre.
Atividade gratuita sem necessidade de inscrição prévia.

 SOBRE A OFICINA CULTURAL ALFREDO VOLPI

Criada pela Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, desde 1986 a oficina de cultura trabalha com a formação de jovens profissionais em diversas áreas, como artes plásticas, dança, fotografia, moda, performance, processos gráficos e teatro.

SOBRE POIESIS

A instituição, que tem por objetivo o desenvolvimento sociocultural e educacional, com ênfase na preservação e difusão da língua portuguesa, desenvolve e gere programas e projetos, pesquisas e espaços culturais, museológicos e educacionais voltados para o complemento da formação de estudantes e público em geral. A POIESIS trabalha com o propósito de propiciar espaços de acesso democrático ao conhecimento, de estímulo à criação artística e intelectual e de difusão da língua e da literatura.

Oficina Cultural Alfredo Volpi

Rua Américo Salvador Novelli, 416 – Itaquera – São Paulo/SP
Horário de funcionamento: de terça a sexta, das 10h às 22h. Sábados, das 10h às 18h.
Mais informações: (11) 2205-5180 | 2056-5028 | www.oficinasculturais.org.br
Acessibilidade no local.

Sharing is caring!

Deixe uma resposta