O Antiético – Ajudando a escola pensar

Escola sem ‘pensamento crítico’ é novidade agora?? Rs..

Predominantemente liberal e marxista, onde a primeira corrente tenta invisibilizar o racismo com aquele discurso esdrúxulo de democracia racial e meritocracia, e a segunda neutraliza com a fala simplória de que racismo é um desdobramento do capitalismo. Uma coisa estamos ligados, ambas reinteram o saber, a supremacia acadêmica e a base teórica de um mesmo grupo racial-específico. O material teórico me fornecido na escola não contribuiu com o desvelar do racismo e nem como uma integração positiva da questão racial na formação da minha identidade racial. Você conhece alguém (tirando a sagacidade de alguns professores individualmente, pq isso aí sempre vai rolar!).

Mas alguém que tenha sido ‘afetado’ por algum projeto político pedagógico escolar no que diz respeito à construção positiva da identidade negra? (Invisibilizarem e neutralizarem, eu já vi!! Um monte!!) Conhece alguma escola que visou/visa fundamentalmente fins terapêuticos contra as mazelas que o racismo causa?? Educação não-racista? Não-supremacista? Liberais ou marxistas batem no peito pela 10.639??? Então num fode! Isso aí é mais uma disputa em q nós compraremos a briga e permaneceremos à margem. Discurso convincente, lógica, razão, isso há de ambas as partes! A gente só escolhe uma bandeira pra defender… falta ou esvaziamento de ‘pensamento crítico’ na escola??? Pra nós, nessas instituições, nunca foi apresentado nenhum pensamento crítico, apenas repetições das mesmas verdades eternas q se propõem serem críticas mas q enquanto sujeitos da nossa própria história não nos tira do lugar.

Me julguem!

O Antiético – é a coluna que divulga os textos publicados por Flavio Antiéticos em sua página no Facebook. Flávio é cientista político e rapper integrante do grupo Antiéticos.

Sharing is caring!

Deixe uma resposta