Brasil atual inspira Licio Gomez no seu novo trabalho Estocolmo

Depois de um tempo sem lançar músicas novas, o rapper/ trapper pernambucano volta às ruas para lançar o Trap nada convencional Estocolmo.

A música é inspirada na Síndrome de Estocolmo, distúrbio psicológico no qual algumas vítimas desenvolvem simpatia pelo seu agressor, depois de ser exposto durante um tempo prolongado a certos tipo de violência, passando até a defende-lo nos casos mais raros.

Fazendo uma analogia com a situação do nosso país, Licio Gomez compara a política de terror às minorias executada pelo atual governo brasileiro e aos que ainda defendem e justificam essas medidas, com os sintomas da Síndrome de Estocolmo.

Referências sutis que mais lembram uma fábula do cotidiano, uma crônica indireta desse sentimento de angústia da incerteza do amanhã que vivemos no momento.

Um diálogo curto e coeso para quem ouve, com um beat denso feito pela Orquestra Imaginária, para somar ao clima dessa música.

A identidade visual desse single fica por conta do rapper, que gosta de cuidar e produzir a maior parte gráfica e imagética do seu trabalho.

Como um ponto de partida para um desdobramento de opiniões, Estocolmo vem para trazer óticas para o entendimento desse fenômeno de situação política e como entende-lo para uma reflexão histórica.

O nome dessa faixa tem uma ligação estreita com a mixtape Síndrome de Estocolmo, que o músico vem lançando através de singles, no decorrer desse ano, como fez ano passado com a mixtape Zen Solo.

Pensando os caminhos que nos trouxeram ao presente, essa música leva até a metade mas não escreve o fim. Quem ouve fará isso.

Estocolmo pode ser ouvido no Youtube e nas principais plataformas de streaming.

Sharing is caring!

Deixe uma resposta