DeDeus MC mostra a cara sem medo de falar, de se expor, de pensar e compor

DeDeus MC

Fabíola Pereira DeDeus, mais conhecida como DeDeus MC, é formada em Comércio Exterior, 26 anos de idade é uma das revelações feminina no cenário do Rap nacional. Com apenas um álbum gravado DeDeus conquistou o respeito e o reconhecimento de seu trabalho. Para comemorar seu primeiro ano de carreira lançou o videoclipe da música “Destino” onde mostrou que por trás da bela mulher há também talento, competência, inteligência e carisma. Conheça um pouco mais desta talentosa MC paulistana conferindo a entrevista exclusiva concedida ao Polifonia Periférica.

Polifonia Periférica – Em um curto espaço de tempo você conquistou seu espaço e o respeito pelo seu trabalho. Quais fatores contribuíram para essas conquistas?

DeDeus – Acredito que ainda tenho muito pra conquistar. Mas o que eu já conquistei até hoje foi por conta do meu esforço e profissionalismo. Vejo muita gente torcer o nariz pra mim e dizer coisas por despeito, mas eu tenho algo pelo meu trabalho que falta em outras pessoas em relação ao trabalho delas que se chama respeito.

Polifonia Periférica – Por muito tempo as mulheres tiveram que se masculinizar para serem aceitas no movimento. As mulheres se organizaram e conquistaram seu espaço no movimento. Hoje as mulheres criam, produzem, protestam, reivindicam e são mulheres. Porém, surgem as criticas de que essas mulheres estão preocupadas com a sensualidade e não estão engajadas na causa. Como você analisa essa questão?

DeDeus – Acredito que a questão da sensualidade esteja um pouco mais evidenciado hoje. Porém, se olhar o movimento a fundo vai verificar que há muito engajamento das mulheres. O que acontece um pouco hoje também é que com a liberdade que temos e por termos sido tão reprimidas podemos nos expressar de muitas formas, inclusive como mulheres e femininas que somos.

Polifonia Periférica – Durante o aniversário de 458 anos da capital paulista você aparece como destaque, no Guia de Estilo Coletivo sugerido pelo site UOL ao lado de maqueadoras, blogueiras e arquitetas. O que isso representou para você e como o movimento hip hop recebeu essa sua indicação?

DeDeus – Foi muito prazeroso ter participado. Essa matéria é o tipo de leitura que eu faço. Principalmente por se tratar do aniversário de São Paulo onde eu sou nascida e criada foi realmente uma boa experiência. Acredito que o movimento em si curtiu bastante. Dei uma visão bem diferente das outras mulheres, falei um pouco da realidade de quem enfrenta essa cidade todos os dias para chegar ao trabalho.

DeDeus MC

Polifonia Periférica – Em seu videoclipe “Destino” você faz alusão à condição do trabalhador brasileiro. Hoje temos uma mulher na presidência da república. Como você analisa essa condição do trabalhador brasileiro após um ano de um governo feminino?

DeDeus – Creio que as mulheres em geral têm uma maior sensibilidade e por isso são melhores em cargos que exigem que a pessoa tenha sua humanidade mais aflorada e com isso possa ajudar mais a população. Porém, não vejo hoje nenhuma medida que ajude realmente o trabalhador. Alguns continuam ganhando demais enquanto outros de menos. Investimento em educação com nenhuma mudança expressiva e o cargo que é mais importante de todos continua sendo o menos valorizado. O de professor. Um ano ainda é pouco, mas por enquanto pouco posso dizer, infelizmente.

Polifonia Periférica – No refrão da música “Destino” você diz: “Medo de falar, não..! Medo de Se Expor, não..! Medo de Pensar,não..! Medo de Compor, Não …!”. Coragem, determinação, não ter medo de dizer o que pensa, são características da personalidade da mulher DeDeus?

DeDeus – Sim e isso até me atrapalha as vezes. Tenho personalidade forte, sou sangue quente, tenho muita energia… e muitas vezes as pessoas não entendem! rs. Sou do tipo: ou você me ama ou me odeia…

Polifonia Periférica – Lendo suas letras percebe-se claramente que nelas há reflexos de informação e conhecimento adquirido. O que DeDeus gosta de ler e qual a importância de se buscar informação e conhecimento não só para formação profissional, mas também intelectual?

DeDeus – Gosto de ler muito sobre atualidades e música. Sempre leio livros também, gosto dos que fazem reflexões sobre a vida. Um que recomendo é o Vendedor de sonhos. Um livro instigante.
A informação gera conhecimento e o conhecimento é tudo. Uma vez adquirido ninguém pode tirar de você e com certeza vai ser usado em muitos momentos. Acho importante você escrever um Rap passando uma informação totalmente coesa com o momento em que seu país está passando por exemplo. O que um dos meus maiores ídolos o Chico Buarque faz muito bem, por isso que suas letras são utilizadas na escola para ensinar passagens de nossa história. A música pode e deve ser enriquecedora.

DeDeus MC

Polifonia Periférica – qual a importância da cultura hip hop na sua formação?

DeDeus – Total. Sem o movimento eu não existiria. Eu encontrei a pessoa que eu sou por conta do movimento.

Polifonia Periférica – Que recado você daria a uma mulher que quer ser rapper hoje?

DeDeus – Se você acreditar… Nada pode te deter.

Polifonia Periférica – Quais os projetos para o ano de 2012?

Dedeus – Continuar trabalhando e batalhando pelos meus sonhos.

Polifonia Periférica – Deixa uma mensagem final para os leitores e fãs.

Dedeus – Obrigada por cada mensagem de carinho que eu recebo de vocês e pelo meu CD estar rodando por ai de forma extremamente gratificante. Lembrem-se que são vocês que fazem seu próprio destino.

Quem quiser adquirir é so escrever pro vendasdedeusmc@gmail.com.

Saiba mais sobre DeDeus MC em http://dedeusmc.blogspot.com/

3 thoughts on “DeDeus MC mostra a cara sem medo de falar, de se expor, de pensar e compor

Deixe uma resposta