RAMONZIN conta com a participação de MV BILL no videoclipe de “Bicho Solto”

Hoje, é apresentado o videoclipe de “Bicho solto”, faixa colaborativa de Ramonzin e MV Bill. Contando com direção de Wes Silva, o vídeo já pode ser visto no canal oficial do cantor no YouTube. Ramonzin falou sobre o lançamento: “Essa é a faixa que mais traduz o meu trabalho. Minha base é o boombap clássico, que é a essência do meu som. Referência direta com rap dos anos 90, Mos Def, Rawkus, Loot Pack e outras mil referências da cena underground que vivi. Eu já estava trabalhando nesse som, tinha feito a cozinha do beat e guardei por um tempo. Aí juntei com o Rafael Tudesco e ele deu uma envenenada no som. A letra fala sobre rap, vivência, papo de

Em “Lona” Rajada MC cria um alter ego para falar sobre o instinto autodestrutivo da sociedade

Se existe algo que o ano de 2020 nos mostrou é que, o instinto competitivo que a sociedade alimenta é destrutivo e não nos leva a lugar algum. Refletindo sobre isso e usando seu alter ego como personagem nessa narrativa, o Rajada MC lança nesta terça-feira (22) a faixa “Lona”. Guiado por suas raízes no rock internacional, e tendo System Of A Down, Kendrick Lamar, Djonga e Emicida como inspiração para os versos, Rajada cria uma linha do tempo ideológica, discorrendo sobre o autodestrutivo, a compreensão, a autoestima e o quão importante é desenvolvermos nossa resistência emocional para enfrentar tais problemas. “Espero que a faixa Lona provoque uma reflexão no público e de certa forma influencie positivamente na sua autoestima e na

MC Caverinha e Djonga cantam sobre racismo, preconceito e violência na inédita “Meu Corre”

A faixa chega às plataformas digitais nesta sexta-feira (20) O que acontece quando duas gerações distintas do rap, engajadas na luta antirracista e com talento de sobra, se juntam para lançar uma parceria no dia da Consciência Negra? A resposta para essa pergunta está no novo single e clipe “Meu Corre” - um dueto de ninguém menos que MC Caverinha e Djonga. A música, já disponível nas plataformas digitais pela Elenko, aborda questões pertinentes a qualquer jovem negro que veio da periferia: preconceito, discriminação e, claro, o racismo impregnado na sociedade brasileira. Mesmo de cidades e idades bem diferentes, Djonga e Caverinha passaram por experiências semelhantes, que ditam o flow escrito pela dupla e produzido por Cita e Jay. Revelação do trap, o

Ramonzin apresenta o álbum “Arteiro”, que traz as colaborações de Malía, MV Bill, Donja, entre outros. Assista ao vídeo de “Carnaval eterno”, com Malía.

Hoje, Ramonzin lança seu segundo álbum, “Arteiro”, explorando ritmos periféricos e sua pluralidade musical com elegância e a acidez contestatória essencialmente presente. O disco chega com levadas furiosas, beats e arranjos sofisticados, além de contar com participações de Malía, MV Bill, Djonga, BK’, L7NNON e Luedji Luna. O novo trabalho chega com 11 faixas, sendo oito inéditas, um interlúdio e duas regravações de seu mais recente EP, “Made in Madureira”. As composições são assinadas pelo artista, em parceria com o produtor Rafael Tudesco, com exceção da faixa “RL”. Na mesma data, é disponibilizado o videoclipe de “Carnaval eterno”, feat com a cantora Malía. Gravado na Cidade do Samba, no Rio de Janeiro, sob a direção de Isabelle Lopes, o clipe traz um

X Sem Peita lança álbum com participação de Djonga, Sidoka e Chris

Swarovski: Segundo álbum do X Sem Peita é joia mineira para o Rap Nacional O X Sem Peita lança em outubro de 2020 o seu segundo álbum, o Swarovski. O grupo é composto por Breno Ras, conhecido também como Foguin, e pelo rapper Bill. Breno é ex-integrante do grupo Mão Única, um dos grupos de rap de maior repercussão na cidade de Contagem e com grande respeito no cenário nacional. Até o ano de 2018 Bill seguia carreira solo, já tendo lançado diversos singles e participado de cyphers com os principais rappers da cena mineira.     Breno e Bill, antes do X Sem Peita, cantavam músicas com estilo de protesto e já tinham trabalhado juntos nas produções ‘Gestão’ e ‘Pros Meus’. A

Djonga é indicado a prêmio de melhor artista internacional no BET Hip Hop Awards

Rapper é o primeiro brasileiro a ser reconhecido pela premiação Por Mariana Canhisares O BET Hip Hop Awards, prêmio internacional especializado em rap e hip hop, revelou a lista de indicados para o evento deste ano e Djonga está concorrendo ao troféu de melhor artista internacional. O rapper, compositor e historiador é o primeiro brasileiro a ser reconhecido pelo evento. Ele disputa o prêmio com Kaaris (França), Khaligraph Jones (Quênia), Meryl (França), MS Banks (Reuno Unido), Nasty C (África Do Sul) e Stormzy (Reuno Unido). O BET Hip Hop Awards revelará os grandes vencedores do ano no dia 27 de outubro. Neste ano, Djonga lançou seu quarto álbum de estúdio, Histórias da Minha Área. O trabalho conta com participações de MC Don Juan, Bia Nogueira,