Filipe Ret lança single “Ilusão” e prepara álbum versátil para 2020

Rapper aposta em faixa com grave moderno, promete novo disco com mais sensibilidade e discursos politizados e firma parceria com o funk de Kevin O Chris

Com mais de 10 anos de carreira e um dos maiores nomes da cena do rap nacional, Filipe Ret lança nesta sexta-feira (08) pela Som Livre a faixa “Ilusão”, que faz parte de um novo disco previsto para 2020. Após fechar a trilogia bem-sucedida dos álbuns ‘Vivaz’ (2012), ‘Revel’ (2015) e ‘Audaz’ (2018) e estar confirmado pela primeira vez no line-up do Lollapalooza 2020, o rapper carioca promete um novo disco ainda mais versátil, com diferentes influências musicais e parcerias.

A faixa “Ilusão” – ouça nas plataformas de música – traz mensagens positivas e de superação em um grave moderno e dançante. O clipe, dirigido por Cauã Csik, tem pela primeira vez a participação da mulher do rapper, Anna Estrella, uma de suas inspirações para o single, que possui versos como: “Hoje eu me sinto inspirado/Sou um homem de sorte/Voando mais alto/Ficando mais forte” e “Com ela a vida tem momentos incríveis/Com ela todos os meus sonhos são mais possíveis/Lucros invisíveis são melhores/Separados somos fortes, juntos imbatíveis”. Assista aqui.

Apresentando um trabalho cada vez mais sólido e experiente, Ret (34 anos) acredita que, além de toda a sua trajetória na cena do rap, o filho Theo e a mulher Anna Estrella foram seus trunfos nos últimos anos. “Minha experiência mais transformadora foi ter virado pai, sinto que meu coração evoluiu. O rap está num momento, assim como todos nós, precisando de positividade. Essa faixa tem uma vibe pra cima, ela está pra frente, solar, com bastante musicalidade e swing brasileiro. Ela apresenta um grave moderno e também rola um lance clássico, meio rap dos anos 90/2000”, declara.

Versatilidade é a palavra que define o novo projeto de Filipe Ret, com previsão de lançamento pela Som Livre em 2020. Falando de amor, amizade, religião, crenças, política e protestos, o rapper se define mais maduro e conta sobre suas inspirações e expectativas: “O disco é um universo da complexidade de tudo que está rolando no momento. O lacre foi arrancado e é o momento de explorar isso. Independente do governo, a oposição é o posicionamento do rap. Acredito que ele é o grande trunfo da música da próxima década, o rap vai estar presente em tudo. O disco novo vai vir carregado dessa natureza de versatilidade, de buscar e explorar encontros musicais sem medo. O intuito de todo artista é ter liberdade e conseguir mostrar todas as suas faces e continuar sendo amado”, define.

Sobre as possíveis parcerias, mas sem entregar muitos detalhes, o rapper confirma a participação do amigo Kevin O Chris“O rap e o funk são um lado da mesma moeda. Um mais racional e outro um pouco mais dançante. O Kevin tem credibilidade para poder ousar e o som que fazemos é universal. O bacana é isso, levar as pessoas para outros lugares, outros sons e outras perspectivas”.

Confirmado pela primeira vez como atração do Lollapalooza 2020, Filipe Ret comemora a oportunidade e o reconhecimento internacional do rap brasileiro. “Era um sonho tocar no Lollapalooza. Vai ser fantástico. Estar no line-up de um festival é sempre um respeito e um carinho a mais pelo nosso trabalho. Eu enxergo no futuro o rap conversando com todas as frentes musicais, nós temos esse poder. Cada vez mais vejo a nossa mistura com o mercado internacional, principalmente os Estados Unidos. A nossa música é muito rica e tenho certeza que o Brasil vai conquistar lá fora a notoriedade especial que merecemos”.

“Ilusão” – Filipe Ret

Lançamento Som Livre – 08 de novembro/2019

Sobre Filipe Ret

Filipe Ret dedicou quase metade da sua vida à música e à cultura hip hop até se tornar um dos principais nomes da cena nacional. Desde o começo, nas rodas de rima, ele trazia um olhar diferenciado, de observador – sobre as ruas do Catete (o TTK, celeiro do rap carioca), onde cresceu – e a realidade dos morros. Sua estreia foi no disco “Numa Margem Distante” (2009), colaboração com o produtor e beatmaker Mãolee. Juntos de Daniel Shadow, eles desenvolveram a Tudubom, banca independente de rap que conta com uma loja de artigos de street wear, um canal no YouTube e um selo fonográfico. Em seus anos de atuação, a equipe Tudubom desenvolveu um trabalho que se destacou na cena brasileira de hip hop independente.

No primeiro disco-solo, ele veio com “Vivaz”, deixando claro que estava vivo e surpreendendo na cena. Lançado em 2012, o álbum trouxe o primeiro grande hit: “Neurótico de Guerra”. Já circulando pelo país, de casas em periferias até grandes palcos, Ret traz “Revel” (2015), álbum que o fez alcançar um novo patamar de popularidade e alcance de público. O disco ia do hit “Chefe do Crime Perfeito” até “Invicto”, que virou hino de torcida de futebol. O trabalho trouxe muito da cultura urbana carioca, servindo como linha condutora entre funk e rap.

Lançado pela Som Livre em 2018, o álbum “Audaz” completa a trilogia do rapper sendo um marco em sua carreira. Considerado seu trabalho mais ambicioso, Filipe Ret reuniu as participações especiais de Marcelo D2, Flora Matos, MC Deise, BK e TH. No YouTube somam mais de 30 milhões de visualizações das 13 faixas. Em 2019, Ret lançou em parceria com Dfideliz a faixa “Sessão do Descarrego” e lançou seu próprio canal do YouTube.

Sharing is caring!

Deixe uma resposta