UTERÇO apresenta o repertório do disco Original Marginal RAP no Centro Cultural Butantã

Nesta sexta-feira, 15 de março a partir das 21hs, o Centro Cultural Butantã recebe o rapper Uterço, com pocket show do disco Original Marginal RAP. A atração que integra a programação do local pela primeira vez, mostra faixas especialmente produzidas para ativar uma relação olho no olho com o público. Todos são bem-vindos na noite que contará também com dois sets especiais: brasilidades com DJ Carlu e hip hop clássico com DJ Kiko. A entrada custa R$10, na porta!

+ Uterço

 Já conhecido como uma das referências do RAP Nacional, Massao está apresentando seu repertório solo como Uterço. O disco Original Marginal RAP está disponível em todas as plataformas digitais ao vivo com captação do Showlivre. As músicas ainda inéditas para o grande público, estão sendo trabalhadas nos shows: “Pensando em resgatar a essência inicial do hip hop, o Uterço vem trabalhando suas músicas somente ao vivo, buscando uma conexão visceral com o público”. Desse relacionamento com o público que o rapper tira a inspiração para colocar a caneta para funcionar. A boa notícia é que o show ao vivo está disponível na rede para quem quiser acompanhar o trabalho, mesmo de longe! Veja no SpotifyDeezer e no Youtube!

Massao é também uma das pontas do Pentágono, grupo com quem gravou os discos Microfonicamente Dizendo (2004), Natural (2008) e Manhã (2012).  Desde do final da década de 90 correndo com o RAP, Massao lançou também várias participações de impacto: Em Minha Lei do parceiro Rael com Ogi e Apolo, mostrou sua ligação com o rap em um clipe que reúne a nata do RAP Nacional. Na mix tape Safra 013 da produtora Café Crime desenrolou suas ideias na faixa 15 Fortalece Ae junto com Criolo, Qualy, Iky Castilho e DJ Nyack, no disco Dádiva e Dívida do Rashid, participa da faixa E Se (Remix) com Phill, Kamau e produção do Laudz. Com o Mc Garden, Bitrinho e Lorran tem uma cypher. Com The Malokeiroh chegou com a Céu Azul, que ganhou clipe. Com o grupo Guetto Organizado somou na música Normal. Com Fabio Hataka lançou Correria, com live session. Provocações foi outro trabalho que Massao participou a música do disco de Costa Alves e Mc Oz da Rocinha, com Max B.O., Psico Beatz e Cabes CWB, também tem clipe. O single Lamassao, foi o primeiro som solo do MC, foi lançado em 2013 e ganhou clipe dirigido por Júlio Torres em 2018.

O público aguarda ansioso os novos sons como Uterço. A estreia do disco solo do rapper foi marcada pelo lançamento do single Tempo Fechado que tem clipe dirigido por Junior Imigrante. Com produção de LR Beats e participação de Daniel Yorubá, a música dá uma prévia do que está por vir nas 15 faixas do Original Marginal RAP. Algumas das novas tracks como Uns Neguin que Vei di Lá, Poucas e Vem no meu balanço já estão sendo reconhecidas pelo público nas apresentações ao vivo!

“O Uterço é uma versão amadurecida do rapper Massao, são anos de experiências de vida a mais, muito além da técnica e do flow, minha profissão pede responsabilidade”

Serviço show do CCB:

Centro Cultural Butantã recebe Uterço, DJ Carlu e DJ Kiko

Rua Corifeu Azevedo Marques, 1882 Butantã – São Paulo

Sexta-feira, dia 15 de março, às 21h.

R$10

Deixe uma resposta