Cypher Kidz faz matinê no Sesc Pompeia

Tum Tum,  Damyen MC, Kunumi MC, Cauan Sommerfeld, MC Mirim e MC Soffia | Foto: Divulgação

O show reúne na comedoria jovens nomes do RAP nacional

A criançada vai tomar o palco da Comedoria do Sesc Pompeia no domingo, 15 de abril. O grupo Cypher Kidz – formado por Damyen Mc, Cauan, Kunumi Mc, Mc Tum Tum, Mc Mirim e Mc Soffia, além da DJ Sofia – faz show em que cantam músicas em grupo e também canções solos de seus respectivos trabalhos autorais, além de apresentarem poesias e rimas. O nome do grupo faz referência à cultura “cypher”, em que os artistas apresentam ao público textos e rimas inéditos, além de improvisos.

Apesar da pouca idade, todos já têm carreiras consolidadas no meio musical. As músicas deles falam sobre a vivência e a influência do hip hop, além de temas como  internet, redes sociais, preconceito e diversão. No show, além se apresentarem juntos, os rappers apresentam também seus trabalhos autorais como “Barbie Black” e ‘Menina Pretinha” de MC Soffia, “O Kunumi Chegou” de Kunumi MC, “É o Rap Nêgo” de Cauan, “Cale-se, Cale-se” de MC Mirim, “4 Elementos” de Damyen entras canções.

O grupo foi formado no começo de 2017, seguindo a tendência do rap nacional de “cyphers” e já gravaram dois videoclipes, com destaque para “Cypherkidz Internet”.

Sobre os integrantes:

Cauan Sommerfeld – Aos 14 anos, Cauan já é um nome conhecido no meio do hip hop e já dividiu o palco com nomes de referência como Mano Brown, GOG, Projota, Douglas (Realidade Cruel) e WG (Consciência Humana). Lançou, em 2012 o primeiro disco e contou com a participação de grandes ícones do rap nacional, entre eles, Dexter, NDee Naldinho, Caju e Castanha, Sombra e Nego Jam. Além disso, foi um dos artistas citados no livro “O Hip Hop está Morto”, de Toni C. Thaíde, Chrigor e Jr. Vigilantes MCs são um dos artistas que já participaram de seus videoclipes.

Damyen – Aos quatro anos de idade, Danyen começou a cantar ao lado de seu pai, o também rapper Mano Kimba. Aos oito, foi convidado para fazer uma participação no show da rapper Amanda Negrasim e, após isso, recebeu convite de Kamilah Pimentel, mãe e empresária de MC Soffia, para participar de um projeto chamado Hip Hop Kidz, um grupo de rap infantil. A partir daí, começou sua carreira solo e lançou o primeiro videoclipe em 2016, com a música “4 Elementos”, produzida pelo diretor VRAS 77. Em 2017, lançou “Respeitar Pai e Mãe é Fundamental”, seu disco de estreia.

Kunumi MC – Kunumi é o nome artístico de Jeguaka Mirim,  escritor e cantor de rap, representante do povo guarani. Começou a ganhou notoriedade há um ano e, em seu canal no YouTube conta com vídeos ao lado de ícones do rap como Sombra (SNJ), Criolo e Sandrão (RZO).  É filho do escritor Olívio Jekupe e, além do hip hop, ele também dá palestra sobre a vida guarani e outros assuntos indígenas.

MC Mirim – Pedro Henrique Silva Rocha teve uma identificação muito grande com o rap desde pequeno e, aos poucos, aprendeu a rimar e a interpretar as músicas que ouvia. Em 2009, já com o nome artístico de MC Mirim, começou a participar das atividades culturais que a produtora cultural e social A Banca (www.abanca.org) realizava como ensaios abertos, oficinas de MC´s e eventos em espaços públicos.

Tum Tum – Nascido na periferia de Carapicuíba, João Victor Claudino teve seu primeiro contato com o hip hop aos três anos, assistindo videoclipes internacionais e imitando os rappers americanos. Aos seis anos, começou a fazer parte do projeto “O Futuro do Hip Hop” organizado pela sua madrinha e DJ Vivian Marques. Desde então, fez parte do projeto Hip Hop Kidz, escreve suas rimas e tem a old school do rap nacional como sua maior referência.

MC Soffia – Soffia começou a carreira no cenário do hip hop aos 11 anos quando lançou a música “Menina Pretinha”, que fala sobre autoestima de crianças negras e a fez ganhou notoriedade. De lá pra cá, cantou na abertura das Olimpíadas 2016 ao lado de Karol Conká, sua “madrinha na música”, participou do documentário “Repense o Elogio” sobre o peso dos elogios para meninos e meninas, se apresentou na comemoração ao Dia da África, no festival Sons da Rua, cantou ao lado de Elza Soares e ganhou o prêmio Cláudia 2017 na categoria “Revelação”entre outros. Em março, lançou o single “Barbie Black”, produzido por Boss in Drama e se prepara para o lançamento de seu primeiro disco.

DJ Sophia – Sophia começou a frequentar shows e eventos culturais em 2013 e passou a admirar o trabalho de ícones do rap nacional de Racionais MCs, Karol Conká e Emicida. Teve seu primeiro contato com os toca-discos em 2014, quando participou de um workshop de DJ na escola E-djs. De lá pra cá não parou mais.  Participou de oficinas do projeto “O futuro do hip hop”, teve aulas particulares com a DJ Vivian Marques, participou do projeto “Tribo urbana” com aulas do DJ Erick Jay, se apresentou em eventos como Festival Percurso, Campeonato Brasileiro de Street Skate Feminino, Circuito São Paulo de Cultura, He for She Arts Week, Todas Podem Mixar, além de discotecar acompanhando MC Soffia, Luana Hansen, Amanda NegraSim, A’s Trinca, Lívia Cruz e entre outros.

SERVIÇO:

Cypher Kidz
Com Damyen MC, Cauan, Kunumi MC, MC Tum Tum, MC Mirim e MC Soffia

15 de abril, domingo, às 18h30

Local: Comedoria
Ingressos:
 R$ 5,00 (credencial plena/trabalhador no comércio e serviços matriculado no Sesc e dependentes), R$ 8,50 (pessoas com +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino) e R$ 17,00 (inteira).

Crianças até 12 anos não pagam.

Classificação indicativa: Livre

Sesc Pompeia – Rua Clélia, 93.
Não temos estacionamento. Para informações sobre outras programações, acesse o portal sescsp.org.br/pompeia

Nos acompanhe!
instagram.com/sescpompeia 
facebook.com/sescpompeia
twitter.com/sescpompeia

Deixe uma resposta