Look Cem Lança Aguardado Álbum “Sinais de Fumaça”

Quando o assunto é Rap independente Look Cem, também conhecido como Angolan Chopper e futuro rapper mais rápido de África, é sem sombra de dúvidas um dos nomes mais promissores da nova geração. Depois da mixtape Auto-suficiência (2015), Look Cem lança o seu primeiro álbum de estúdio: Sinais de Fumaça.

E como de costume, as 12 faixas deste novo álbum trazem uma variedade de subgéneros do Rap e fusões com outros estilos, na sua maioria africanos e todos interpretados com alta técnica vocal e expressão artística. A motivação e o puxão de orelhas a certos males da sociedade moderna voltam a ser alguns dos pontos predominantes neste álbum. Logo na primeira faixa, “Sinais de Fumaça”, Look Cem fala sobre alguns dos problemas pessoais que teve por ter escolhido levar o Rap de forma séria, e afirma que não irá desistir pois quem espera e confia sempre alcança.

A sua essência africana fez-se sentir também principalmente em faixas como “African Machine”, “Uondomoné”, “Feeling So Dope” e “Aqueceu”, não só pelo uso da língua Kimbundu (língua africana, falada no norte de Angola), mas também pelo ambiente Naija (Nigéria) presente em algumas das músicas. “Vida Real”, “Happy For Life”, “Baile de Máscaras” e “Desculpa” mostram o lado mais sentimental do rapper/produtor que também apresentou uma nova faceta na música “Eu To Numa Favela”, uma mistura de Rap com Funk que é também uma homenagem a vasta quantidade de fãs que tem vindo a ganhar no Brasil. Com músicas interpretadas em Português, Inglês, Kimbundu, Espanhol e Francês, Look Cem contou com a presença de artistas de diferentes países/culturas, o que enriqueceu ainda mais o trabalho final: NiucaTurLLey’$ BoyHélio CrunkEdlásio AlvesDj NC( todos de Angola), Kayla Parker (Estados Unidos), Biggy Smoke (Costa do Marfim), e Alan Reyes (México).

Look Cem é bastante aclamado pela independência e versatilidade na sua carreira e em estúdio, e tal como no último projecto, o álbum teve produção musical, produção fonográfica, gravação, fotografias, vídeos, design, mistura e masterização inteiramente a cargo do mesmo e contou com os instrumentais dos talentosos beatmakers Andrinho BeatsForever SuaveMantraEnam BeatsSpeakerfaceBlue Mist BeatsLalo Productions Beats, Alvin Brown Beats, e Mubz Beat. Assistente de estúdio: Andrinho BeatzElser Fortunato, Hélio Crunk, Janice de Oliveira, NiucaKiame SantanaChristall Schineider. Assistente geral: Edmilson ViateslaveAndrinho Beatz, Elser FortunatoTurLLey’$ BoyKayla Parker. Coordenação de produção da faixa 10: Chelly – Astros Entertainment,Dj VamburguerTP TwiniEdlásio Alves.

Deixe uma resposta