Lienne Marley fala sobre sua trajetória no rap. Confira a entrevista!

Entrevista realizada por nosso colaborador Nego Mário – SP / Banca Somos1so Só

1 – Se apresenta, por favor?

Lienne Marley – Me chamo Lienne, sou gaúcha, cresci nas ruas da Zona Sul de Porto Alegre, mas atualmente moro na Praia do Rosa/Santa Catarina.

Meu processo com as palavras, rimas, composições, sempre foi muito mental e literário, demorei para me reconhecer como uma artista musical. Em 2014 conheci pessoas da cena do rap gaúcho que me inspiraram e me motivaram a gravar minhas músicas e comecei o processo de produção do meu primeiro EP chamado Portais, que rendeu 6 faixas com toda produção de Gean Brasil (Milianos), lançado em 2015. Foi como me inseri oficialmente como artista na cena.

Também sou conhecida como a Bruxa do Rap, alguns amigos me chamavam assim devido a espiritualidade ser algo constante e presente na minha vida, meu apelido era Bruxa, isso acabou se manifestando no rap também e ficou essa marca registrada.

Meu rap se caracteriza por conter ideias positivas, que possam fazer algum sentido, que possam inspirar e muitas vezes até trazer alguma cura.

2 – Qual é sua principal fonte de inspiração?

Lienne Marley – Tudo que eu vivo e as pessoas que aparecem no caminho..e outros artistas em geral.

3- Em que você se baseia na hora de compor?

Lienne Marley – Depende do meu propósito com aquela obra. As vezes só escrevo livremente num papel, ideias, textos, inspirações, rimas, poemas… mas normalmente quando vou compor uma música, eu escuto o instrumental e deixo ele me guiar…também se eu desejar determino um tema central para me basear.

Se vou fazer um feat com alguém, uma participação, levo em consideração o que o outro artista me apresentou, procuro me encaixar na ideia a minha maneira.

4 – Qual foi o primeiro contato que você teve com o mundo do hip hop?

Lienne Marley – Foi quando lançaram o cd Rap Brasil vol1, em 95, comecei a me interessar pelo rap..tinha um lugar chamado ‘Atrio Capitão 7’ que rolava uns bailes black, mas eu era muito novinha, minha mãe não deixava eu sair hahah… Depois em 97 conheci os Racionais MCs com o álbum sobrevivendo no inferno. A rua me mostrou o mundo do hip hop.. a noite e o role também.

5 – Neste momento quais são teus principais objetivos a nível pessoal e profissional?

Lienne Marley – Sigo a eterna busca da evolução pessoal, tentando ser uma pessoa melhor a cada dia. No momento estou dando uma estabilizada na minha vida pessoal para poder me dedicar mais inteiramente ao rap, tenho produzido em casa nos momentos que separo pra isso, mas não estou indo ao estúdio. Estou montando um home estúdio para ter mais vivência e experiência, aprender sobre a parte de produção, para fazer meu trampo ficar do jeito que eu quero, por exemplo ter noções de mixagem e de gravação. Terminar de produzir minhas músicas pra colocar na rua ao longo desse ano.

6 – Como você vê a cena do rap nacional, tem muita gente com o propósito de fazer o bang funcionar mesmo?

Lienne Marley – É nítido que a cena do rap nacional mudou muito ao longo dos últimos anos e eu vejo como uma evolução essa mistura da velha guarda do rap com a nova geração. Acho que a cena ainda é desvalorizada pelo país todo, existem poucos grupos e artistas que conseguem sobreviver dessa arte, mas vejo muita gente movimentando e fazendo coisas acontecer. A tecnologia facilitou o corre independente, acho que hoje tá mais fácil por exemplo pra gravar uma música e soltar ela na rua.

Eu vejo a cena acontecendo, pra mim ela sempre aconteceu através dos artistas que estão aí produzindo arte, eventos, cultura, levando e perpetuando pelo mundo todo inclusive..só falta mais visibilidade e valorização do trampo.

7 – Como é ser uma mulher no meio do Hip Hop?

Lienne Marley – É tipo ser mulher na sociedade…com todas aquelas diferenças e machismo que enfrentamos em diferentes áreas da vida. Mas as coisas estão mudando porque as mulheres estão tomando seus espaços e vindo com muita força!

8 – O que você pensa que falta ou precisa acrescentar no rap nacional atualmente?

Lienne Marley – Eu acho que o rap nacional é bem representado, existem artistas e grupos para todo tipo de público, no Brasil todo, é só olhar na internet a quantidade de trampos que a galera faz e muita coisa de boa qualidade, outras não mas com ideias boas..falta mais é visibilidade pra gente.

9 – O que você acha desta conexão com a banca somos 1 só?

Lienne Marley – Eu sou muito grata de ter a banca na minha contenção, a proposta de fortalecer o corre das mulheres é sensacional, tem tudo a ver com o momento de revoluções que passamos como humanidade.

10 – Para finalizar, deixe uma salve para seu publico e seus contatos para quem quiser acompanhar seus trabalhos?

Lienne Marley – Em primeiro lugar quero agradecer a todos que me fortalecem de alguma maneira, recebo muito retorno positivo, principalmente de mulheres.

Esse ano tem bastante coisa ainda pra acontecer, quero lançar um EP e tenho parcerias de singles também que vão vir pesadas! Aguardem!

https://youtu.be/ZtIsBTYW644 

One thought on “Lienne Marley fala sobre sua trajetória no rap. Confira a entrevista!

Deixe uma resposta