Macarrão fala sobre seu novo trabalho ao lado de Snoopy Crioulo “Uma Só Opinião”: Confira a entrevista.

Na ultima terça-feira (20) o rap carioca foi sacudido com o lançamento do single “Uma Só Opinião” de Macarrão e Snoopy Crioulo. Dois rappers Old school extremamente talentosos e criativos que preservam e valorizam a essência do rap.  Com um boombap pesado e uma letra avassaladora Macarrão e Snoopy Crioulo mostram que o tempo não mata a criatividade, a qualidade e o rap raiz e colocam sem rodeios o dedo em algumas feridas expostas do rap contemporâneo. Rociclei conversou com Macarrão sobre o single e sua visão sobre o atual momento do rap. Confira a entrevista!

macarrao1 – Como surgiu a ideia de gravar esse som e a parceira com Snoopy Crioulo?

Macarrão – A parceria com Snoopy Crioulo é antiga nós nos apresentamos como dupla, tipo, não foi uma participação e sim um som da dupla saca? A ideia de gravar esse som se deve ao que eu vejo na cena atual, rappers voltando atrás em suas posturas em nome do cifrão, correndo atrás dos garotos, ávidos por views… O som foi meio que pra chamar atenção da rapaziada que o rap é muito mais que isso.

2 – Sobre a temática da música, qual a proposta da letra?

Macarrão – A temática da letra é sobre manter a postura como artista de rap, não vender tão barato a sua arte, olhe pro rap hoje e me diga se há alguma mentira nesta letra

3 – Esse som é um single avulso ou ele fará parte de algum projeto futuro?

Macarrão – esse som será parte da mixtape Macarrão e Snoopy Crioulo resgate.

4 – Porque a escolha de produzir o som com o Beni?

Macarrão – Nós não escolhemos o Beni, ele nos escolheu, ele diz que já tinha vontade de trampar comigo há um tempo e agora que surgiu a oportunidade, tudo partiu dele.

5 – O rap vive um momento de trap e vocês vêm com outra pegada. Qual a importância de um trabalho como esse no atual momento do rap nacional?

Macarrão – Resgate … Qual a importância de um som que será esquecido daqui a um mes? Toda semana saem mil traps com a mesma temática, buceta, maconha, boate, esse é o único conteúdo do rap hoje? Isso é tudo que o mc de hoje traz? Não sou chegado ao trap, sou oriundo do século passado, amo e sempre vou amar o boombap mano.

6 – Drogas, mulheres, sexo e etc. Muitos artistas atuais exploram esses temas. Como você analisa essa postura?

Macarrão – Ruim paro o rap de uma forma geral, não que o cara não possa falar disso, mas quando o tema vira só isso ae eu percebo que não a diferença hoje entre um disco de rap e um cd do Munoz e Mariano saca? Mesmo conteúdo….. Lá nos estados unidos a treta estagnou por isso, dinheiro acima da arte.

7 – Como você define o atual momento do rap nacional? E o carioca em particular?

Macarrão – Tem ótimos artistas hoje no rap nacional que não despontam por tratar nas suas letras dos assuntos periféricos, o público mudou, não viu a devastação da aids, não viu violência policial, não carregou amigos baleados no colo, muito boy na cena que muitas vezes não entendem nada do que narramos nos versos, a cena carioca não está diferente da cena de todo o brasil, essa música fala disso.

8 – Vendo o atual momento do rap, como você vê o futuro do rap?

Macarrão – Eu temo pelo futuro do rap….. cada vez mais comercial, comercial ao extremo, numa guerra infinita de mc contra mc, sem conteúdo algum…. é como eu disse, um cd da ivete sangalo ou um cd de rap será a mesma coisa, conteúdo igual, tudo em nome da grana…. lembrando que ambição é bom mas não a ponto de eu matar a arte, meu rap sempre será condutor de boas ideias.

9 – Deixa uma mensagem final para a galera

Macarrão – Deixo meu sincero agradecimento a todos que ouvem, curtem e entendem as ideias que passamos nas letras….. A moda passa e o rap vive….. Um salve ao rap real, tamu junto!!!!!!!!!!

Deixe uma resposta