Ainda vejo Lynch vencendo

Skel Vozes

Por Skel Vozes

Todos o dias estamos lutando contra o racismo, tendo que driblar os negros da Casa Grande. Ainda vejo Lynch vencendo… O que eu tenho a falar pra vocês, irmão e irmã, que dizem que “estamos vendo racismo em tudo” ou que “não passa de mimimi vitimista” é que, por favor, fiquem na sua! Se não luta com a comunidade, a gente respeita! Agora não venha nos atrapalhar e diminuir a luta. E se você nunca sofreu por racismo (o que é impossível, porque quando um negro sofre, toda uma categoria sofre junto!) não venha tirar a legitimidade de quem já sofreu.

Respeito seu direito de se isentar da luta por igualdade, mas exijo que você respeite meu posicionamento diante da opressão. Agora meu papo é pros que estão nessa batalha: – Não adianta reclamar de concursos de beleza que só tem brancos; – Não adianta reclamar que na TV só tem brancos; – Não adianta reclamar que só faz sucesso cantores brancos, etc… Que tal trocar a reclamação por atitude e sororidade? Se não tem concursos com modelos negros então vamos fazer o nosso! Se não tem pretos na TV então vamos criar nosso canal no YouTube e convocar a negrada pra fortalecer! Se não tem cantores negros na mídia fazendo sucesso então vamos aprender a valorizar os nossos e comprar os cd, divulgar!

O problema é que somos rivais de nós mesmos e nos auto-odiamos, pois preferimos atacar o irmão que encabeça um projeto preto do que somar e fortalecer. Preferimos dar as costas para os nossos artistas pretos. Preferimos não criar um canal preto pra veicular nossas notícias e produções, mas quando uma irmã vai lá e cria a gente não ajuda a divulgar.

Tem irmãos que dizem que essa postura de Nós por Nós é errada, pois gera separatismo e segregação, mas o mesmo que racha preto acha lindo a unidade dos judeus… Vai vendo! Eu não perco mais tempo reclamando de coisas que não somos nós que estamos no poder e sim eles. Temos que cada vez mais nos preparar pra ocupar espaços de poder – não pra usar de soberba ou arrogância, mas sim pra contemplar os nossos.

Outra coisa que me dói: mulheres negras com paciência pra desconstruir homens brancos, mas rachando homem preto. Homem preto com paciência e carinho com mulher branca, mas sendo estúpido e machista com mulher preta. Vejo tudo isso e foram muitas as vezes que fiquei triste e mal, só que há algum tempo venho nessa pegada de cuidar dos nossos, parar de guerra entre nós em redes sociais e guerrear no dia a dia e cuidar da base, pois nossas crianças pretas vão ter um lindo legado deixado por nós. Então esse é meu posicionamento sobre o racismo. Sou evangélico, mas não estou engessado para as questões sociais. Acordem irmãos e irmãs! Parem de se odiar.. Enquanto a unidade não for nossa matriz de pensamento, AINDA VEREI LINCHY VENCENDO…

Skel Vozes é Rapper e uns dos produtores do Odarah Produção Afirmativa

Deixe uma resposta