TRIBO SUL – rap combativo e militante nas terras de Nelson Mandela

TRIBO SUL é um grupo angolano, formado por PIPOKAHZ aka, KOMBANIKLOTIKO tcc, FIRST PAGE, Dj CAVERA C e MASTA JOY. O grupo juntou-se nas terras de Nelson Mandela “Cape Town”, em 1999. Desde cedo criaram suas opiniões políticas, influenciados pela triste realidade vivida em Angola, a desigualdade social, a discriminação racial e etc.

Nesse mesmo ano gravaram o single “Faz Again” com duas faixas em inglês e uma na língua de Camões, com participação de rappers da Tanzânia e do Togo. Graças ao conteúdo lírico, o grupo escreveu o seu nome nas ruas de Cape Town. Razão pela qual passaram a ser convidado para diversas mixtapes, Projetos e álbuns, com principal destaque as mixtapes lançadas por Djs como Professor Jay, Sham Pain e do alemão Ruthdiet, na compilação The Best of African hip hop, assim como a participação de Dj Cavera C, em projetos de artista como Michief,Guetto Child, Ground work e etc.

Atuou com os norte americanos Brown, Bush W. Bill e 12 Colectives durante 3 semanas em vários concertos a quando da tour destes pela South Africa, assim como sendo cartas de Festivais como o GRAHMSTOWN ART FESTIVAL, HIPHOP CONNECTED, AFRICAN UNITE, OBS FEST, AFRICAN WORDS AND POETRY, KWAITO VS RAP, entre outros. Sendo mesmo apelidados de angolan Dead Pres, até que decidiram fazer um interregno para se dedicar a gravação do seu primeiro álbum de originais GRITO DE LIBERDADE, publicado em 2003. Álbum este interpretado em 80% em inglês.

Neste álbum manifestaram-se essencialmente contra as correntes neoliberais, mostrando um cariz político de extrema-esquerda, contra a gestão política sul africana e os líderes africanos no geral, assim como a influencia ocidental nas decisões africanas, a xenofobia, o racismo, etc. Com este álbum o grupo viu o seu percurso em declínio, tudo porque conheceram o chamado bloqueio das forças políticas sul africanas, sendo mesmo levadas as barras do tribunal, tudo devido as manifestações por eles liderados, de fronte ao consulado angolano em Cape Town.  Quando de uma passagem de férias por Luanda em 2005 visitaram o estúdio X10, onde sob produção de DH, gravaram a música KARTA RITIMIKA“carta em forma de música endereçada ao Sr. José Eduardo dos Santos, presidente da República de Angola”, que tempo depois, devido ao seu conteúdo, levou PIPOKAHZ nas celas da velha DNIC.

Na intenção cada vez maior de internacionalizar seus feitos, publicou recentemente o single promocional do álbum REALIDADE COMUM, em parceria do grupo brasileiro FRONT LIBERDADE RIMA.  Atualmente dividem o tempo entre as escuras e ruas esburacadas de Luanda e o mundo emprestado de Cape Town, terminando suas formações acadêmicas, e LP – TRIBUSULANDU, projeto que se prevê ser publicado em vários volumes, intercalando sempre a publicação de um álbum. LIBERDADE, PÃO E ÁGUA… Sabes como é que é?

Para mais informação e contato acesse: [email protected]

One thought on “TRIBO SUL – rap combativo e militante nas terras de Nelson Mandela

Deixe uma resposta