Aborígine é premiado no Prêmio Tom Jobim de Música


Ocorreu em dezembro de 2012 a 9ª edição do festival nacional Prêmio Tom Jobim de Música, realizado pelo Sesc.

O projeto é reconhecido como uma das mais importantes oportunidades para cantores e compositores de todo o país. A iniciativa serve para revelar talentos da música popular brasileira.

Segundo a coordenadora de cultura do Sesc-DF, Juliana Valadares, o prêmio, além de incentivar artistas e produtores do País, tem o valor agregado de promover o intercâmbio entre músicos das diversas regiões do País. “A cada ano o número de inscrições aumenta e a iniciativa possibilita que as canções sejam gravadas em um CD que é distribuído pelo País”, afirma.

Aborígine, grupo de Rap da cidade de Samambaia – DF, foi o único do gênero selecionado para final, apresentando a canção ‘O Circo’,cujo tema aborda situações de preconceito, chamando cada um e cada uma a reflexão.

Com uma apresentação forte e discurso contundente o grupo arrancou aplausos da platéia e júri técnico, sendo premiados com a 3ª colocação, num universo de mais de 200 músicas inscritas em todo o país.

“Minha maior alegria é saber que a canção traz reflexão a quem escuta. Não é uma canção comercial, sequer possui refrão, mais que canção é um convite! Levar nossa música periférica, nosso Rap a um Prêmio com o nome de um gênio da música brasileira é algo incrível, são estes espaços que devem ser ocupados por nós, com a canção participando da Coletânea mais pessoas vão olhar para si e lutarem contra seus preconceitos, esta é nossa missão e talvez nosso maior prêmio” salienta Markão Aborígine, compositor e líder do projeto.

Para conhecer o artista acesse o Blog clicando AQUI e abaixo você pode – e deve – ouvir a canção.

Deixe uma resposta