Suppa Flá – Uma história de sucesso

Suppa Flá começou a rimar em 1999, nos bailes da rapsoulfunk, do produtor artístico primo preto(na época, produtor artístico do grupo racionais mc’s). Em 2004, formou junto com Quelynah (Antônias), WX, Don Simon e o produtor musical Gran Master Duda o grupo A Máfia, que, com os sucessos “festa da máfia” e “máfia da rima”, revolucionaram o cenário do rap nacional com batidas dançantes, letras inovadoras e muita musicalidade.

Sucesso eminente nas periferias de São Paulo, o grupo permaneceu no underground, lançando apenas um cd, pelo selo independente. Com o fim do grupo em 2005, Suppa Flá é convidada pelo produtor musical e mc, Jimmy Luv, pra fazer parte do grupo 7 Velas Crew, aonde, mostrou com talento, que “navega” tranquilamente em outros ritmos musicais, como o ragga, dancehalll e o funk. O grupo lançou um cd pelo selo independente 7 Velas, com 12 faixas autorais.

Em 2006, é convidada por Gran Master Duda e o também produtor dj Luciano, para compor junto com Ieda Hills, o grupo “O Complô”. O quarteto se apresentou para milhões de pessoas, por todo estado de São Paulo, cantando os sucessos “a bailarina” e “sem stress”, tocadas nas rádios do Brasil inteiro. Ainda em 2006, gravou com o parceiro Mr.Catra, os sucessos “Quero hoje” e “Treta de balada”, hits nas rádios cariocas. A faixa “Quero hoje”, de sua autoria, foi produzida pelo famoso produtor norte americano, David Shayman, conhecido como disco d, que tinha em seu currículo nomes como 50cent, Nina Sky, Usher entre outros nomes do hip hop mundial, projetando Suppa Flá nos estados unidos, onde ,  a música “Quero hoje”, fez parte da trilha sonora de um reallity show da Mtv americana. Ainda com disco d, gravou mais 8 faixas inéditas, parte de um projeto interrompido pela morte do produtor. A faixa “Quero hoje” também faz parte da coletânea de hip hop nacional do apresentador Luciano Huck, “Caldeirão hip hop” (2007), que também traz outra faixa da cantora, a música “Viu”, produzida por Gm Duda. Apostando também no mercado publicitário, compôs e interpretou vários jingles de campanhas nacionais: Brahma (2006), Loterj raspadinha rj (2007) e Grendene Sandy Urban (2007). Foi considerada “a próxima grande estrela internacional brasileira” em uma matéria redigida pelo jornalista espanhol Rafael Alba.

Dando continuidade a sua obra, gravou com várias personalidades do rap, participando dos discos de Mr.Catra, Quelynah, Cabal, Goobie, Lah Familiah, anão(variuz), El tosh (rj), Brutal Crew(rj), O Complô, entre outros. Apesar de não ter nas lojas um disco solo, suas músicas estão liberadas na internet e acessíveis a todos que gostam e procuram pelo som da cantora, com mais de 60 musicas gravadas, a loira nunca para de gravar e compor músicas de diversos temas e ritmos que se identifica, entre eles: funk, ragga, rap, hip hop,r&b entre outros.

Em 2011, mais uma música de parceria com Gm Duda, o ragga “Pioiá”, fez parte da trilha sonora do filme, “O abismo prateado” do renomado diretor Karim Aïnouz e estrelado por Alessandra Negrini e Thiago Martins. Em 2012 , junto com o produtor gaucho, Chernobyl em parceria com o produtor sérvio Shazalakazoo, Suppa Flá grava o single que virou ep “Zica Memo”, que mistura funk carioca com balkan ( ritmo do leste europeu), lançado pelo selo Downpitch. uma mistura de ritmos que levou a principal rádio do mundo, a BBC de Londres, à tocar o hit. Com remix de Gregor salto e outros djs conceituados no mundo inteiro, o ep não para de conquistar o mundo.ousada, criativa, dona de uma personalidade única que se revela no palco, Suppa Flá, ganhou a cena feminina do hip hop nacional, sendo considerada por muitos, como a melhor rapper do Brasil.

Deixe uma resposta