Lançamento – Nova música do Repper FIELL “O POVO UNIDO“

Fotos: Tandy Firmino

Hoje o Brasil mais do que nunca, está passando pelo processo de modernidade e progresso. Só que esse progresso que tanto a burguesia propaga e a mídia reforça os cidadãos, economicamente pobres, não estão incluídos nestas forjadas melhorias.

Desde que as UPPs “Unidade de Policia Pacificadoras”, entraram nas favelas, sendo a 1º o morro Santa Marta, Botafogo -RJ, em final de 2008. Nossas vidas ficaram mais cara.

A ideia de uma policia que respeito o trabalhador, é ótima, mais o projeto na sua essência não é essa. Os moradores de favelas, com Upps sofreram um impacto com a entrada das empresas. Hoje temos que pagar todos os serviços, que antes muitos moradores já pagavam bem mais barato, hoje pagamos muito caro.

Os grandes eventos sendo anunciados como: Copa do Mundo, Olimpíadas. A cidade se prepara para esse progresso. Como as comunicação trapaceia, não divulgaram que para realizar esses progressos, tinham que remover favelas que existe a mais de 30,50,70 anos.

Favela como a Vila Autódromo, Santa Marta, Chapéu Mangueira, providencia, Canta Galo Pavão Pavãozinho, Rocinha, todas que fazem partem ou estão perto da Zona Sul da Cidade do Rio de Janeiro, muito caro para morar, estão sendo removido de formas distintas.

Favelas da Zona Oeste, como: morro do Fubá, boa parte já foi removida, para a realização da Trans Carioca.

Santa Marta, está sofrendo com a sombração da remoção. O pico do morro, onde sua história começou, no final dos anos 20, pode ser removida, alegando área de risco. Só que já tem projetos prontos de construir prédios no pico do morro Santa Marta, apresentado ao estado feito por arquitetos estrangeiros.

Na Vila autódromo, já está no processo de remoção. Na Providencia, uma praça centenária foi removida, tirando um dos únicos espaço de lazer, que contemplavam crianças e adolescentes.

No Canta Galo e Pavão Pavãozinho, já removeram casas, e deixaram os moradores na rua.

Esse é um dos piores momentos que o Rio de Janeiro vivi, em sua história. Os trabalhadores, vivem de forma desrespeitosa perante o estado. Para eles são destinados: Choque de Ordem, UPP.

Acreditando que todos os artistas tem responsabilidade social, Emerson Cláudio Nascimento dos Santos, conhecido como Repper Fiell, 33 anos, Natural de Campina Grande – Paraíba.

Radicalizado no Rio de Janeiro, morador do morro Santa Marta, 15 anos atuando dentro do movimento hip-hop, já lançou 2 CDs, 1 DVD, 1 Curta Metragem, 1 Livro. Está finalizando seu novo CD depois de 6 anos, intitulado: PEDAGOGIA DA DOMINAÇÃO, previsto para esse ano de 2012.

Repper Fiell, por morar no morro Santa Marta, ser militante, e inserido no debate das remoções das favelas, usou seu instrumento de trabalho, o Rap, para denunciar essas especulações mobiliaria, causando as remoções, e alerta o povo que se nós não se unirmos, o inimigo vai ser vitorioso.

Fiell, está lançando a musica de trabalho e de mobilização das favelas, intitulada: O POVO UNIDO.

Nesta musica, conta com a participação de: Dudu Nascimento (SP) e produção do Dj: Tony Di (SP).

Repper Fiell, está literalmente na luta em prol das favelas, como cidadão e artista. E a intenção desta musica, é que seja divulgada para todos os setores, favelas, periferias, estados e países, que estão passando por esses impactos de limpeza étnica no Brasil e mundo, onde quem sofrerá, será os mais pobres, que não poderá pagar.

Escute a musica: O POVO UNIDO, baixem e divulguem.

Realise do Repper Fiell, completo para baixar, no link:

http://www.4shared.com/office/Luz6wGPT/Realise_Repper_Fiell_-_2012.html?

Contatos: Show e Palestras.

Rio de Janeiro: 021 – 86700327
Email: fiellateamorte@gmail.com
www.visaodafavelabrasil.com.br

Esta musica, conta com a participação de: Dudu Nascimento (SP) http://www.facebook.com/dudu.nascimento.1804
e produzida no estúdio: TONDI MUSIC STUDIOÇÃO do Dj: Tony Di (SP).
http://www.facebook.com/djtonydi