FÁBIO EMECÊ convida a transitar pela Cidade Cenográfica!

Fábio de Souza Batista, vulgo Fábio Emecê, nasceu em Cabo Frio – RJ. Teve contato com a cultura Hip Hop através dos sons do Gabriel o Pensador e 2Pac Shakur com música “Changes” que tocava nas rádios brasileiras na década de 90. Ouvinte do Funk Carioca e de suas montagens, sempre se sentia valorizado quando escutava as músicas, apesar de ir poucos aos bailes.

Aos 16 anos vai estudar no Cefet – Campos e através de um amigo de classe, conhece Racionais MC`s, algo que ele considera divisor de águas na sua vida. Com o amigo Ébano Machel, faz um programa de rádio que difunde a Cultura Hip Hop na região. Depois em outra rádio, faz um programa sozinho, reafirmando a proposta de difusão do rap e música negra.

Admirador da cultura underground, participa ativamente da efervecente cena campista, com seus legendários eventos no extinto bar “Zanzibar”, debaixo do campo do Americano. Em 2003, seu último ano na cidade de Campos dos Goytacazez, monta com Ronaldo “Magrão”, a sua primeira banda – “Anti-Dopping”, que dura pouco meses.

De volta a Cabo Frio, se junta a Marcelo Fernandes e Alexander Nélio e funda o Bandeira Negra, grupo de rap que alia ideias anarquistas, cultura negra e a rua. Começa a atuar no movimento negro e articula o movimento de jovens negros na cidade, participando na construção no ENJUNE – Encontro Nacional de Juventude Negra.

Destaca-se no cenário pelo discurso coerente e letras bem elaboradas, sendo considerado um “intelectual do rap”, título que rechaça, dizendo que apenas tenta demonstrar no rap toda sua vivência,  as experiência dos lugares por onde passou.

Hoje com 30 anos,  é um dos fundadores do selo “Faixa de Gazah” e começa a lançar alguns trabalhos solo – EP Cidade Cenográfica – iniciando o que ele considera uma nova fase na trajetória.

Cidade Cenográfica

Cidade Cenografica capa

Os atores sociais saem de suas casas de reboco e vão atuar nos seus diversos pontos. Sorrisos, remelas, sonhos e sequelas se misturam para produzir movimento em uma rotina de suor, fumaça e ar seco. Ora frio, ora calor, decisões são feitas a revelia ou a uma minúscula platéia que podem definir o futuro das diversas cidades que formam o turbilhão que chamamos de Mundo.

Um cotidiano em que se luta no front chamado rua, encenando formas de sobrevivência, entrando e saindo de uma novela eterna para no final chamar a nega para dançar! É a sua cidade? É a cidade cenográfica relatada em um breve momento. Talvez alguém se identifique e em vez das madeiras que sustentam as paredes, vamos colocar vigas de aço e concreto e deixar um legado.

Fábio Emecê convida a transitar pela Cidade Cenográfica!

http://faixadegazah.blogspot.com/2011/09/fabio-emece-cidade-cenografica-download.html

Faça o download e divirta-se pela cidade cenográfica de Fábio Emecê.

One thought on “FÁBIO EMECÊ convida a transitar pela Cidade Cenográfica!

Deixe uma resposta