Terceira Edição do Festival Favela é Isso Aí – Inscreva seu filme

Estão abertas as inscrições para a terceira edição do Festival Favela é Isso Aí – Imagens da Cultura Popular Urbana. Podem participar curtas de todo país feitos por e com moradores das comunidades ou sobre a periferia. 

A ONG Favela é Isso Aí realiza a 3º Edição do Festival Favela é Isso Aí – Imagens da Cultura Popular Urbana. O principal objetivo do festival é apoiar e divulgar a produção audiovisual sobre a cultura das comunidades de baixa renda, vilas e favelas. Outra proposta é promover o intercâmbio e a reflexão sobre a diversidade cultural das periferias de Minas e do Brasil.

“O festival é muito importante em vários aspectos: de um lado, como oportunidade para que uma série de projetos sociais, coletivos artísticos e produtores das periferias mostrem sua produção, que, aliás, é crescente e consistente. Por outro lado, é um festival que integra o Brasil todo, que se insere na linha dos festivais de realizadores populares, como o Visões Periféricas, no Rio de Janeiro, o CINECUFA, em Brasília e o KinoOikos,em São Paulo. Porestes e outros motivos, mesmo com todas as dificuldades o Favela é Isso Aí decidiu realizar a terceira edição do Festival “, explica Clarice Libânio, coordenadora da ONG.

Sobre os filmes

Serão aceitos vídeos com duração de três a 15 minutos, inéditos, filmados a partir de 2008 (desde que não inscritos nas edições anteriores do Festival), em qualquer tipo de suporte: dv-cam, beta, vhs, película, celular, etc. Podem se inscrever filmes realizados em qualquer formato, desde que enviadas cópias para exibição em Mini DV ou DVD.

Prazos

A inscrição eletrônica (via site) pode ser feita até 31 de julho de 2011.O envio das cópias por correio deverá ser feito impreterivelmente até o dia 10 de agosto. O resultado com os nomes dos vídeos selecionados para as mostras será divulgado pela internet até o dia 15 de setembro.

Mostras

O Festival Favela é Isso Aí – Imagens da Cultura Popular Urbana terá uma mostra competitiva e várias mostras paralelas, realizadas em parcerias com organizações e cineclubes em várias cidades do país.

Para a mostra competitiva, serão selecionados e premiados filmes, produzidos em qualquer formato e linguagem, que tenham as comunidades de periferia como foco principal. Os vídeos devem retratar a cultura das comunidades periféricas ou podem ter temáticas variadas, desde que produzidos durante oficinas e projetos socioculturais realizados em vilas e favelas. Além da premiação para os primeiros colocados, os vídeos selecionados participarão das mostras itinerantes do Festival, nos centros culturais de Belo Horizonte e caso seja de interesse e autorizado pelo participante, poderão ser disponibilizados para visualização e download gratuito no site da ONG.

Festival 2008

A primeira edição foi realizada em 2008 e teve 118 filmes inscritos, de todo Brasil, dos quais 38 foram selecionados para a mostra competitiva. Naquele ano, a mostra itinerante foi realizada nas nove regionais da cidade de Belo Horizonte, nos centros culturais. Na Categoria Imagens na Periferia, o filme premiado foi Cidade de Plástico, da diretora Liliane Sena, de Salvador. Na categoria Singular venceu 788 que tem na direção Fiell e Bruno Thomassin, do Rio de Janeiro. O vencedor na categoria Arte e Cultura Popular foi o filme Quarteirão do Soul de Davi Zocoli, de Brasília. E o público escolheu o filme Bibica, de Belo Horizonte, que levou o premio Júri Popular. Ainda foram concedidos dois prêmios de menção honrosa: um para o filme Guerreiras do Brasil, de Cacau Amaral e outro para Fábio Feter, pela excelência e inovação do conjunto da obra inscrito e selecionado para o festival. Os premiados nas categorias Singular, Imagens na Periferia, Arte e Cultura Popular e Júri Popular receberam além do Troféu, prêmio no valor de R$ 1.500.

Festival 2009

A segunda edição foi realizada em dezembro de 2009, com mostras paralelas nos centros culturais de Belo Horizonte e junto a cineclubes parceiros nas cidades de Sete Lagoas, Betim, São Paulo e São José dos Campos.

Foram exibidos 55 filmes, dos quais quatro foram premiados e receberam, além dos troféus, prêmios de R$1.500 cada. Os premiados foram os vídeos: Damas (BH); Cidadão Oculto (BH); Iraque – Terra da Esperança (Marechal Deodoro- AL); Sonho Interrompido (RJ). Menção Honrosa: Viço da Terra (BH); Homens (Vitória); Quando a parede cai (BH).

Mais informações: (31) 3282-3816
www.favelaeissoai.com.br (link no pé da página)

Contatos para imprensa: (31) 9644-2968 – Paula Granja

 

Deixe uma resposta