Movimento Enraizados – Os hibridos glocais

Em 1999, o rapper Dudu de Morro Agudo queria interagir com rappers de outras localidades, então comprou uma revista especializada em hip hop, encontrou o endereço de três pessoas e enviou três cartas, uma para São Paulo, uma para Paraíba e outra para o Piauí, dizendo fazer parte de uma organização de hip hop chamada Movimento Enraizados. Na carta ela falava que  o objetivo era de colocar em contato pessoas de todo o Brasil que praticassem as artes integradas do hip hop (rap, break, dj e graffiti), divulgando cada artista e promovendo a cultura e a inclusão social através da militância nas periferias das grandes cidades. Os três novos amigos gostaram da proposta e logo entraram para a organização e se encarregaram de enviar o endereço do Dudu para outras pessoas. Três meses depois o rapper recebia uma média de 70 cartas em sua residência, foi então que criou a primeira versão do que hoje é o Portal Enraizados, onde todas as cartas, pensamentos e letras de músicas eram publicadas.

No ano de 2003 o Movimento Enraizados já estava presente em quase todo o Brasil através de artistas e militantes, então recebeu o convite para fazer parte do MHHOB (Movimento Hip Hop Organizado Brasileiro) e discutir Políticas Públicas para a Juventude junto com organizações de outras partes do Brasil. Em 2005, acontece a primeira reunião do Movimento Enraizados em Morro Agudo, informando a intenção de unir os grupos organizados e pessoas que praticassem o hip hop, para mudar a realidade da comunidade através da arte e da militância, trabalhando de forma organizada. A sede fica no centro de Morro Agudo em Nova Iguaçu, em um espaço com 350m², com biblioteca, telecentro, estúdio de áudio e vídeo, lanchonete, auditório, cineclube e mais diversas atividades para os jovens e adolescentes. O movimento Atende 120 crianças, 600 adolescentes e 180 jovens no ano de 2010, em projetos como o Pontão de Cultura Preto Ghóez Juventude Digital, Projovem Adolescente e Enraizadinhos. O Movimento Enraizados está presente em 16 estados brasileiros e 10 países. A Rede Enraizados é o Núcleo de Audiovisual que tem  produção e difusão de Filmes, Videoclipes, Músicas, Coletâneas, gravação e venda de CDs e DVDs; o Cineclube Enraizados, com foco no cinema nacional e documentários; Rede de Comunicação Alternativa, composta por fanzines, e-zines, jornais de bairros, internet, rádios comunitárias e livres.

Deixe uma resposta